sexta-feira, 8 de Maio de 2015 13:35h

Assistidos pelo CTA realizam exames para diagnosticar fibrose hepática

O Centro de Testagem e Aconselhamento, órgão ligado a Diretoria de Atenção Primaria da Secretaria Municipal de Saúde de Divinópolis (Semusa), ofereceu nesta quinta-feira (07/05)

O Centro de Testagem e Aconselhamento, órgão ligado a Diretoria de Atenção Primaria da Secretaria Municipal de Saúde de Divinópolis (Semusa), ofereceu nesta quinta-feira (07/05) exames para diagnosticar fibrose hepática. Foram realizados 25 exames indicados para pacientes com hepatite C.

 

“O exame foi oferecido para os pacientes que estavam na fila de espera. O fibroscan agiliza o tratamento e substitui a biópsia hepática. Evitando internação e facilitando a vida do paciente”, explica a coordenadora do CTA, Francisca Vanizia.

 

Além de proporcionar comodidade aos pacientes, os exames oferecidos pelo CTA, por meio de uma parceria, contemplaram 25 pessoas que não teriam condições de pagar por este exame na iniciativa privada.

“Foram atendidos 19 pacientes de Divinópolis e seis de outras cidades da região. Cada exame se tivesse que ser pago, custaria em torno de R$ 1,5 mil”, diz Francisca.

O fibroscan é semelhante a um transdutor de ultra-sonografia e faz uma medição de ondas emitidas entre dois pontos do fígado e, pela sua intensidade, avalia o grau de fibrose do órgão. Para os pacientes que possuem hepatite C a avaliação frequente da progressão fibrótica é fundamental.

De acordo com a enfermeira e coordenadora do CTA, as pessoas beneficiadas com este moderno exame não invasivo, adquiriram a hepatite C por meio de relações sexuais sem a devida proteção, contato com sangue ou secreções. Elas foram diagnosticadas com a doença através das testagens de DST e Aids que o CTA realiza com frequência na sua sede ou em trabalhos itinerantes em várias regiões da cidade.

“O exame oferecido a este grupo de pacientes assistidos pelo CTA representou um avanço. O uso de uma nova tecnologia no auxilio da saúde”, ressalta Francisca, afirmando que a Semusa trabalha na detecção de novos casos desta doença, por meio dos testes rápidos, e encaminhar os pacientes para tratamento.

 

O CTA funciona de segunda à sexta-feira, sempre no horário comercial, na Av. Getúlio Vargas no nº 550. O telefone de contato é o 3221-3735.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.