segunda-feira, 27 de Abril de 2015 10:52h Jotha Lee

Atividade de pedreiro tem a melhor média salarial de Divinópolis

Levantamento do Ministério do Trabalho aponta profissões mais rentáveis da cidade

O Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) divulgou ontem um estudo sobre a média salarial nos municípios brasileiros nos três primeiros meses desse ano. O levantamento mostra que em Divinópolis os coordenadores pedagógicos têm os melhores salários cuja média fica em R$ 2.566,67. Já entre as profissões que não exigem formação superior, a atividade de pedreiro é a mais rentável. A média salarial para o oficial pedreiro com carteira assinada no primeiro trimestre de 2015 ficou em R$ 1.739,22.
O estudo mostra ainda a média salarial por setor e o serviço público é o que oferece o melhor salário, com média de R$ 1,3 mil. Em seguida vem a construção civil, cuja média é de R$ 1,2 mil. A indústria de transformação, que no ano passado viveu uma forte crise na região com demissões e fechamento de empresas, mostra sinais de recuperação em Divinópolis e tem a média salarial de R$ 1 mil.
Nos três primeiros meses do ano o setor industrial contratou apenas 27 novos trabalhadores, porém, não houve demissão em massa como aconteceu em 2014. Apenas 21 trabalhadores foram demitidos e, segundo o MTE, a maioria pediu o desligamento da empresa.
De acordo com o levantamento feito pelo Ministério do Trabalho, que pesquisou somente as médias salariais de trabalhadores com carteira assinada, além de pedreiro e coordenador pedagógico, as profissões com melhor média de remuneração na cidade são enfermeiro, com R$ 1.237,51, seguido de técnico em informática com R$ 1.169,02, e cobrador, que recebe R$ 1.113,22. A seguir vem servente de obras (R$ 1.055,38) e auxiliar de escritório (R$ 923,36). Chama a atenção a média salarial paga a coveiros, que chega a R$ 1.068.

 

COMÉRCIO
O forte comércio de Divinópolis sempre foi um dos setores que mais vagas oferece no mercado formal de trabalho. Entretanto, nesse início de ano a atividade foi reduzida, já que o setor foi fortemente atingido pela instabilidade econômica, com a inflação elevando preços de produtos e serviços. O custo para as pequenas empresas subiu, obrigando boa parte a reduzir produção e serviços, enquanto outras não suportaram a crise e encerraram atividades.
O vendedor do comércio varejista, que está entre as atividades que mais contratam, tem hoje média salarial de R$ R$ 839,36. Entretanto, nos três primeiros meses do ano, foram fechadas 139 vagas, refletindo as dificuldades que o comércio da cidade enfrenta diante do baixo crescimento da economia.
Nos três primeiros meses do ano o mercado de trabalho de Divinópolis vem conseguindo driblar a crise, embora não tenha o mesmo desempenho de anos anteriores. De janeiro a março desse ano, o município obteve saldo positivo nas vagas de trabalho com carteira assinada, abrindo 315 novos postos de trabalho. A construção civil é o setor que mostra maior fôlego, com 228 vagas abertas no período.

 

ATIVIDADE MÉDIA
Extração Mineral R$ 907,00
Indústria R$ 1.033,52
Construção Civil R$ 1.292,11
Comércio R$ 966,12
Serviços R$ 1.054,18
Administração Pública R$ 1.300,00
Agropecuária R$ 977,89
Fonte: MTE

 

Crédito: Jotha Lee

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.