sábado, 3 de Outubro de 2015 04:48h Atualizado em 3 de Outubro de 2015 às 04:50h.

Bairros Costa Azul e Terra Azul são esquecidos pela administração do munícipio

Moradores reivindicam por melhores condições de infraestrutura e qualidade de vida

Falta de saneamento básico, pavimentação, transporte púbico. Estes são apenas alguns dos vários problemas enfrentados pelos moradores dos bairros Costa Azul e Terra Azul, em Divinópolis.
O morador do bairro Costa Azul, Antonio Eustáquio Romualdo, acredita que a falta de estrutura dificulta as atividades diárias dos moradores, alem de trazer prejuízo à saúde da população. Antonio ainda enfatiza que muita das vezes, os moradores estão perdendo o ônibus e o dia de trabalho, “para o pessoal se locomover aqui é a pé, amassando barro, às vezes perdem ônibus, perdem horário de trabalho”, ele ainda reclama da falta de pavimentação no bairro, “além de muito buraco, o povo faz quebra mola, os ônibus fazem poeira, aí as crianças ficam direto na UPA”, diz.

Outra questão levantada é a limpeza do bairro, ele diz que a Prefeitura sempre mandava uma equipe para fazer a limpeza, mas que hoje em dia, se os moradores não se juntarem, o bairro fica esquecido pelas autoridades. “Já tinha bicho nas casas, então desleixou, nem olham mais para o lado de cá, reclama.
Com o esgoto correndo a céu aberto, os moradores tentam encontrar soluções para melhorar a qualidade de vida no bairro, construindo fossas para o despejo do esgoto. Antonio diz que o bairro conta com uma fossa comunitária, e que a Copasa está fazendo o tratamento, porém não dura muito tempo, “Às vezes o esgoto enche, entope, volta para dentro das casas, então aí aparecem ratos, baratas”.
O mesmo problema é encontrado bem próximo, no bairro Terra Azul. A dona de casa, Geralda Socorro Costa, falou sobre as dificuldades enfrentadas por ela no dia-a-dia. “As coisas aqui estão muito ruins, muito difíceis, o povo tem sofrido muito, a gente passa na rua, é aquela catinga forte, eu acredito que trazem doenças pra gente, é muito mato, muita poeira, podia doer o coração do Prefeito e mandar o recurso para nós, porque está difícil”, conclui.

PREFEITURA

Em nota, a Prefeitura afirma que possibilita a parceria entre poder Público, Privado e população, para que isso aconteça, os moradores precisam procurar a Diretoria de Relações Institucionais e Comunitárias da Prefeitura para buscar informações sobre o projeto.

COPASA
Em nota, a Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa) informou que “devido à ausência de interceptor no Rio Itapecerica, o bairro Costa Azul, em Divinópolis, não possui ainda pontos de lançamento adequados que permitam, neste momento, a entrada em operação das redes coletoras já implantadas, assim como não é possível, por ora, implantar redes coletoras em locais do bairro ainda não cobertas pela malha. Por esse motivo, respeitando as restrições ambientais, tais redes não podem ser construídas e/ou colocadas em operação de imediato”.

A empresa disse ainda, que para atendimento dessa região, está prevista a implantação de estação elevatória e interceptor na margem direita do rio Itapecerica, previstas na Parceria Público-Privada (PPP) já licitada pela Copasa, o que contemplará esta região de condições de operação. Está previsto um investimento de R$ 423 milhões para obra.

 

Conheça algumas doenças relacionadas à falta de saneamento:

Dentre as mais conhecidas doenças, estão: a dengue, diarréia, febre amarela, hepatite, infecções na pele e nos olhos, leptospirose, malária e poliomielite.
Para reduzir os casos dessas doenças, é fundamental que a população tenha acesso à água potável, tratamento correto do esgoto (seja ele doméstico, industrial, hospitalar ou de qualquer outro tipo), destinação e tratamento do lixo, drenagem urbana, instalações sanitárias adequadas e promoção da educação sanitária, que inclui hábitos de higiene, entre outras ações.

 

 

Créditos: Rafael Camargos

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.