quinta-feira, 11 de Junho de 2015 10:31h Atualizado em 11 de Junho de 2015 às 10:40h. Mariana Gonçalves

Cadastramento escolar infantil começa na próxima segunda-feira

A Secretaria Municipal de Educação (Semed), juntamente com a Superintendência Regional de Ensino, realiza a partir do dia 15 as inscrições para o Cadastramento Escolar 2015/2016

Os interessados podem se inscrever até 26 de junho, das 8h às 17h, em todos os Centros Municipais de Educação Infantil (Cmeis) e em todas as escolas municipais e estaduais.

A inscrição é isenta de taxas e pode ser realizada pelo pai, mãe ou responsável, mediante apresentação da original e cópia dos seguintes documentos: certidão de nascimento do candidato, conta de energia recente e histórico de escolaridade expedido pela escola de origem – nos casos de transferência para as redes públicas ou de retomada de estudos.

De acordo com a Semed, serão inscritos no cadastro os candidatos para a educação infantil – crianças que completarão três, quatro e cinco anos de idade até 30 de junho de 2016. Já os candidatos para o Ensino Fundamental precisam completar seis anos até 30 de junho de 2016. Candidatos às vagas nos demais anos ou ciclos do ensino fundamental, que desejam ingressar na rede pública de ensino, não precisam se inscrever no cadastro escolar.

O Cadastramento Escolar é uma chamada pública para organização do atendimento educacional do ano seguinte e para planejar número de turmas, alunos, professores e capacidade física das escolas.

ATENÇÃO

Após o Cadastramento Escolar, o encaminhamento para matrícula dos alunos inscritos no cadastro será feito pela Comissão Municipal de Cadastro e Matrícula.

INAUGURAÇÃO

Está prevista para o dia 17 a inauguração do Cmei Oficina da Criança, às 17h30, no bairro São Roque – Rua São Paulo, n° 3451. No dia 24, deve ser realizada a inauguração do Cmei José Clementino Filho, em Santo Antônio dos Campos (Ermida).

O governo federal criou o Programa Nacional de Reestruturação e Aquisição de Equipamentos para a Rede Escolar Pública de Educação Infantil (Proinfância), por considerar que a construção de creches e pré-escolas, bem como a aquisição de equipamentos para a rede física escolar desse nível educacional, são indispensáveis à melhoria da qualidade da educação.
O programa foi instituído pela Resolução nº 6, de 24 de abril de 2007, e é parte das ações do Plano de Desenvolvimento da Educação (PDE) do Ministério da Educação. Seu principal objetivo é prestar assistência financeira ao Distrito Federal e aos municípios, visando garantir o acesso de crianças a creches e escolas de educação infantil da rede pública.

As unidades construídas são dotadas de ambientes essenciais para a aprendizagem das crianças, como salas de aula, sala multiuso, sanitários, fraldários, recreio coberto, parque, refeitório, entre outros ambientes, que permitem a realização de atividades pedagógicas, recreativas, esportivas e de alimentação, além das administrativas e de serviço.

Entre 2007 e 2014, o programa investiu na construção de 2.543 escolas, por meio de convênios e a partir de 2011, com sua inclusão no Plano de Aceleração do Crescimento (PAC), outras 6.185 unidades de educação infantil foram apoiadas com recursos federais, totalizando 8.728 novas unidades em todo o país.

O programa repassa também recursos para equipar as unidades de educação infantil em fase final de construção, com itens padronizados e adequados ao seu funcionamento. Mais de 2.500 municípios receberam apoio do FNDE para compra de móveis e equipamentos, como mesas, cadeiras, berços, geladeiras, fogões e bebedouros.

 

 

Crédito: Gabriela Alvarenga/PMD

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.