terça-feira, 5 de Agosto de 2014 05:41h Atualizado em 5 de Agosto de 2014 às 05:47h. Lorena Silva

Caixa postal comunitária do bairro Jardim Copacabana já está em funcionamento

Foi inaugurada na última sexta-feira a caixa postal comunitária dos Correios, instalada no bairro Jardim Copacabana, em Divinópolis.

A entrega das chaves para os moradores começou a ser feita ontem, na agência central dos Correios. Conforme a Gazeta do Oeste noticiou em maio deste ano, a medida foi tomada em abril pela empresa para que os moradores tivessem acesso às suas correspondências, uma vez que no local ainda não há o sistema de entrega domiciliar.
A presidente do bairro, Geny Pereira, explica que ao retirar a chave os moradores devem trocar o endereço de entrega das suas correspondências para onde está situada a caixa, na sua residência. “As pessoas precisam trocar o velho endereço por esse novo endereço. Depois dessa mudança que os moradores vão fazer nos Correios, assim que chegar uma correspondência, ela já vem para cá.”
A iniciativa de levar o serviço para o bairro partiu do vereador, Edimar Máximo, que recebeu uma reclamação em seu gabinete sobre a dificuldade que alguns moradores enfrentavam para retirada das cartas. Antes, para pagar as contas da casa ou ter em mãos qualquer outro tipo de correspondência, os moradores precisavam se dirigir até uma agência bancária para pegar os boletos ou retirar as correspondências diretamente na agência central dos Correios.

 

 

 

 

COMODIDADE
Com o objetivo de avisar a todos os moradores que o serviço já está em funcionamento, Geny explica que um carro de som passou por todo o bairro com explicações sobre o procedimento de retirada das chaves. A presidente conta que a caixa postal possui aproximadamente 650 repartições, mas muitas ainda não estão ocupadas. “Quem ainda não se cadastrou para utilizar a caixa postal é só vir até a minha residência. A gente não vai parar de fazer o cadastro.”
Para a moradora, Júlia Neves, o novo serviço vai trazer muito mais comodidade para os moradores do bairro. “Agora vai ficar muito mais fácil para pegar as minhas correspondências, para pagar o boleto da minha casa. Tem carta do meu filho, por exemplo, que chegava lá no [bairro] Terra Azul e agora vai vir para cá. Vai ser muito útil para mim”, destaca.
“A gente tinha que ir lá no Centro para buscar as cartas ou alguma conta que a gente precisava pagar. Além do tempo que eu gastava, eu ainda precisava pagar a passagem de ônibus só para conseguir pegar isso”, completa a moradora, Geralda de Lima.

 

 

 

CORREIOS
Geny esclarece que o contrato desse serviço com os Correios tem a duração de dois anos. Segundo a presidente, a empresa ainda não soube dizer quando o bairro será beneficiado com o serviço de entrega das correspondências em domicílio. “Os responsáveis pelos Correios disseram que enquanto as ruas não estiverem emplacadas, enquanto todo mundo não tiver suas caixinhas nas suas casas, os Correios não podem entregar [as cartas]. Vai depender muito dos órgãos públicos resolverem os problemas das ruas, legalizarem os nomes e os números.”
Em maio, os Correios esclareceram à reportagem que o bairro Jardim Copacabana está em processo de Sistema de Distritamento (SD). De acordo com a empresa, esse processo se refere ao levantamento da quantidade de correspondência, pontos de entrega de cartas simples e qualificadas, a fim de quantificar o efetivo necessário para atender à entrega domiciliar no bairro. A empresa não informou qual é a previsão para implantar o serviço de entrega domiciliar no local.

 

 

 

Crédito: Lorena Silva

Leia Também

Imagem principal

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.