sábado, 28 de Novembro de 2015 06:30h Atualizado em 28 de Novembro de 2015 às 06:33h. Thais Fernandes

Campanha Novembro Azul da ACCCOM terá o encerramento hoje

Após um mês, a campanha terá seu encerramento com workshop e show ao vivo

Junto com parceiros, a Associação de Combate ao Câncer do Centro-Oeste de Minas (ACCCOM) realizará hoje um evento para finalizar o Novembro Azul. Durante todo o mês de novembro, a associação realizou eventos para prevenir, orientar e esclarecer dúvidas, com o objetivo de atentá-los à sua própria saúde.  É possível observar que ainda há muitas barreiras para serem transpostas, antes que os homens não se sintam envergonhados em falar sobre o assunto “câncer de próstata”.
O evento Sábado Azul, que ocorrerá hoje, a partir das 17h, na Praça da Catedral, mantém o mesmo objetivo, esclarecer dúvidas e incentivar a todos os homens a realizarem o exame para prevenção. Consuelo Fonseca, gerente de comunicação da ACCCOM, nos contou sobre os stands e orientações que serão realizadas. “Nós sabemos que, muitas vezes, devido ao preconceito, alguns homens possuem receio de falar sobre o Câncer de Próstata e acabam se descuidando, por isso, reunimos homens conhecidos para conversarem do famoso ‘homem para homem‘. Através da nossa parceria com a TV Alterosa conseguimos confirmar a presença do carismático Dadá Maravilha e de Leopoldo Siqueira, apresentadores do programa Alterosa Esporte, acreditamos que, por se tratar de dois âncoras do futebol mineiro, o público masculino venha a se interessar ainda mais e participar”, contou.
Outras atrações serão: o atendimento e orientação da equipe de Prevenção da ACCCOM sobre prevenção do câncer de próstata, aplicação de questionário para reconhecer o risco de vir a ter este tipo de câncer e a necessidade de verificação, acompanhamento. A presença de urologista parceiro, que estará orientando os presentes, Dr. Denny Veloso, junto aos alunos de Medicina da UFSJ, e também o Dr. Delano, que estará realizando a prevenção ao câncer de pele. A presença de representantes de uma academia parceira, onde educadores físicos irão orientar sobre atividade física e o tipo de alimentação adequada a cada pessoa, e como forma de entreter, terá dança de salão, forró e outros estilos. Haverá o sorteio de brindes, venda de algumas camisas da Campanha Novembro Azul e, por volta das 20h, acontecerá um show com a banda Fator RG7, que, por fim, encerrará o evento.
        Durante o mês de novembro, a prevenção da ACCCOM desenvolveu atividades diárias, como palestras, orientações, aplicação de questionário, encaminhamento para exames e consultas com urologista, num esforço conjunto para conscientizar aos homens da necessidade de prevenção ao câncer de próstata. As principais dicas de prevenção deste tipo de câncer, segundo o urologista e parceiro da Associação, Dr. Denny Veloso, é “a partir dos 50 anos de idade, visitar anualmente o urologista, fazer os exames de PSA, toque e, em caso do câncer de próstata na família, antes dos 50. Os exames são rápidos e fundamentais para detectar precocemente o câncer de próstata e salvar muitas vidas”.
Para encerrar, Consuelo deixou o convite, “por se tratar de um evento gratuito, aberto à população, contamos com o apoio de todos, para que ele seja um sucesso e possa esclarecer, orientar e incentivar os homens a cuidarem mais de suas saúdes” concluiu.
Mais sobre o Câncer de próstata
A próstata é uma glândula que só o homem possui e que se localiza na parte baixa do abdômen. Ela é um órgão muito pequeno, tem a forma de maçã e se situa logo abaixo da bexiga e à frente do reto. Ela envolve a porção inicial da uretra, tubo pelo qual a urina armazenada na bexiga e eliminada. A próstata produz parte do sêmen, líquido espesso que contém os espermatozóides, liberado durante o ato sexual.

No Brasil, o câncer de próstata é o segundo mais comum entre os homens (atrás apenas do câncer de pele não-melanoma). Em valores absolutos, é o sexto tipo mais comum no mundo e o mais prevalente em homens, representando cerca de 10% do total de cânceres. Sua taxa de incidência é cerca de seis vezes maior nos países desenvolvidos em comparação aos países em desenvolvimento.

Mais do que qualquer outro tipo, é considerado um câncer da terceira idade, já que cerca de três quartos dos casos no mundo ocorrem a partir dos 65 anos. O aumento observado nas taxas de incidência no Brasil pode ser parcialmente justificado pela evolução dos exames, pela melhoria na qualidade dos sistemas de informação do país e pelo aumento na expectativa de vida.

Alguns desses tumores podem crescer de forma rápida, espalhando-se para outros órgãos e podendo levar à morte. A grande maioria, porém, cresce de forma tão lenta (leva cerca de 15 anos para atingir 1 cm³ ) que não chega a dar sinais durante a vida e nem a ameaçar a saúde do homem, o que não justifica a faltar ao medico.

Em todos os tipos de câncer a melhor forma de tratamento é com o diagnostico precoce, o que pode em muitos casos salvar vidas e evitar proliferação para outros órgãos (metástase).

 

Créditos: Thais Fernandes

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.