sexta-feira, 19 de Agosto de 2016 15:47h PMD

Capoeira das senzalas à universidade chega ao Museu Histórico

O projeto “Capoeira: das senzalas à universidade” será nesse domingo (21/08), às 10h, em frente ao Museu Histórico de Divinópolis.

A proposta é uma roda de capoeira diferente da tradicional: capoeiristas utilizaram roupas cotidianas.

 

A roda é uma iniciativa do projeto de extensão da Universidade Estadual de Minas Gerais (UEMG) do projeto “Capoeira: das senzalas à universidade” que visa ofertar capoeira à comunidade em geral. A intenção é agregar a capoeira os conhecimentos científicos do curso de Educação Física.

 

O museu histórico foi escolhido por representar bem a cidade e por ser um órgão fomentador da cultura. A roda contará com capoeiristas de cidades como Cláudio, Carmópolis de Minas, Oliveira e Nova Serrana.

 

O instrutor de capoeira e profissional de Educação Física, Eudes Misael da Silva, conhecido como Bob, acredita que uma roda sem uniformes pode ser uma alternativa para relembrar os capoeiristas dos reais valores da roda: diversão, respeito e trabalho em equipe. "O capoeirista é um indivíduo muito vaidoso e muitas vezes a vaidade atrapalha o bom andamento da roda e seu relacionamento como pessoas. A roda de capoeira é um espaço propício a conhecer pessoas, fazer amizades, divertir, relaxar e muitas vezes o ego acaba ofuscando tudo isso" afirmou.

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.