quinta-feira, 7 de Fevereiro de 2013 04:01h Paulo Reis

Carnaval começa a movimentar o terminal rodoviário

Vendas devem crescer de 25% a 30%, segundo administrador do local. Carnaval é uma das datas que mais movimentam o terminal.

Após as festas de final de ano, os terminais rodoviários de todo o país tendem a voltar a ficar cheios neste carnaval. Em Divinópolis, não é diferente. Passar estes momentos com amigos é o que mais vemos, especialmente nas escolhas dos destinos. Ao invés de cidades litorâneas, cidades menores da região e de outros lados do estado são visadas, como Carmo da Mata. Nas metrópoles, os aeroportos ficam cheios. Várias promoções antecipadas são realizadas e, na data, o preço das passagens tende a aumentar.
No terminal rodoviário de Divinópolis, o movimento ainda não é o esperado, mas deverá crescer á partir de hoje. É o que espera o administrador do local, Endrigo Daniel da Silva: “Até agora não tivemos tanto movimento. Provavelmente, ele começará na véspera mesmo. Na quinta (hoje) e sexta-feira o movimento tende a ser grande aqui no terminal rodoviário”, disse Endrigo, afirmando que o pessoal tem comprado muitas passagens para Belo Horizonte, para fazer intercâmbio e ir para Rio de Janeiro, São Paulo, Salvador, dentre outros: “Na região, a procura também deve ser grande, principalmente para cidades que possuem festas de Carnaval, como Pompéu, Itapecerica, Carmo da Mata e Abaeté. Nós vamos sentir essa demanda mesmo é na sexta-feira”, revela.
O administrador compara a atual situação com a do mesmo período de 2012: “Se formos pegar como espelho o ano passado, a média de vendas deverá aumentar entre 25% e 30%, em relação às vendas normais do dia-a-dia. Equivale á aproximadamente 600 pessoas a mais”, disse Endrigo, ressaltando que, na volta, o terminal não deverá ficar lotado: “Não esperamos muitas pessoas dentro da rodoviária, pois muitas acabam parando no centro da cidade e em bairros ao entorno, como Bom Pastor, Alvorada e Serra Verde”. Os ônibus fazem os trajetos parando em pontos dentro da cidade para, depois, chegarem ao terminal.
Ele enfatiza que o Carnaval é uma das épocas que mais movimentam o terminal: “Os carros-chefe são Natal e Réveillon. Além destes, o dia das Mães e o feriado de Nossa Senhora da Aparecida, em outubro, também fazem com que o movimento na rodoviária cresça”.


AUMENTO DAS PASSAGENS


Em muitas cidades, as empresas optam por reajustar os preços das passagens, tendo em vista o movimento crescente no feriado. Em Divinópolis, Endrigo revela que não houve anormalidades: “Tivemos um reajuste nos preços no dia 1° de janeiro, além de aumentos nas taxas de embarque, como por exemplo, para BH, que foi de R$2,65 para R$2,80. A de Divinópolis também aumentou, de R$2,08 para R$2,25”. Ainda de acordo com ele, isto representa um reajuste de 10% nas taxas de embarque.
O administrador do terminal rodoviário afirma ainda que, geralmente, as empresas já deixam o aumento dos horários pré-determinados. “De cada 10 horários, elas colocam três horários extras. Preveem um aumento de 30%, baseando na rotina da empresa nos anos anteriores”.


SEGURANÇA E ATENDIMENTO


Com o aumento da demanda, a cobrança em relação à segurança no local também crescer. Endrigo afirma que o terminal está tranqüilo em relação à isso: “Já pedimos reforço de segurança na Polícia Militar. Além disso, contratamos três seguranças particulares para manter a ordem no terminal, caso o policiamento não esteja”.
Essa medida, segundo ele, tem dado excelentes resultados: “Alguns deles são reformados na PM. Com isso, já tem o psicológico preparado para trabalhar. Aqui tinham muitos pedintes e outras pessoas agindo com má fé. Para isso, contratamos”.
Endrigo confirmou ainda que, durante o Carnaval, a Rodoviária funcionará normalmente, das 4h30 ás 23h, e que espera não ter nenhum problema quanto aos atendimentos: “O número de funcionários é suficiente para atender a demanda. Estamos fazendo revezamento, pois o horário da tarde é mais movimentado e tem mais gente trabalhando”.

Leia Também

Imagem principal

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.