sexta-feira, 24 de Abril de 2015 11:35h Atualizado em 24 de Abril de 2015 às 11:37h. Lorena Silva

Casos confirmados de Dengue chegam a quase 130 em Divinópolis

Há cerca de 20 dias, Policarpo Nunes começou a sentir fortes dores de cabeça, dor nos olhos e mal estar

Sem ânimo para nada, ele resolveu se consultar na UPA e, de imediato, constatou que estava com Dengue. “Fui medicado e tomei muito líquido. Mas fiquei nessa situação por uma semana. Perdi 23 kg. Um regime forçado”, brinca.
O caso de Policarpo é só um dos que foram confirmados recentemente em Divinópolis. O balanço da última semana, divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde (Semusa), revela que os casos confirmados de Dengue passaram de 103 para 129. Já o número de notificações evoluiu de 422 para 496 casos suspeitos da doença.
O Centro é a região que possui o maior número de casos registrados: 58. Em segundo lugar está o bairro Icaraí, com 34 casos da doença, seguido do bairro Belvedere, com 21 casos registrados.

 

REGISTROS
De acordo com a Semusa, o número de casos confirmados e suspeitos pode ser ainda maior, uma vez que nem todos são devidamente comunicados à Secretaria. Para atender às estratégias de combate à doença, a Diretoria de Vigilância em Saúde da Semusa adota o critério definido pelo Ministério da Saúde de que a cada caso notificado há, pelo menos, outros dez que não foram registrados.
“Em relação a 2014 os números da dengue são menores, mas a doença está aí e por qualquer descuido pode ampliar o número de pessoas doentes. A vistoria sistemática de casas e quintais é a medida mais adequada para se prevenir contra esta doença”, alertou a coordenadora da Vigilância em Saúde, Celina Pires, em material divulgado pela Prefeitura.
Para Policarpo, ainda falta consciência da população no combate à doença. “O povo tem que ter consciência. Acho que muita gente não tem se preocupa com o próprio quintal. Não limpa, não tira vasilhas, não cobre a caixa d’água. Acho que só quando as pessoas tiverem essa consciência é que a doença vai diminuir”, argumentou.

 

MINAS GERAIS
De acordo com a Secretaria de Estado de Saúde (SES), em Minas Gerais já são mais de 16 mil casos confirmados de Dengue e pelo menos doze óbitos em decorrência da doença. Destes, uma morte foi registrada na região Centro-Oeste, na cidade de Iguatama. Na última terça-feira uma mulher de 34 anos morreu em Arcos, também na região Centro-Oeste, com suspeita de Dengue hemorrágica.

 

 

Crédito: Divulgação / PMD

 

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.