quinta-feira, 14 de Maio de 2015 13:31h Atualizado em 14 de Maio de 2015 às 13:35h. Pollyanna Martins

Casos de dengue aumentam 32% em uma semana em Divinópolis

Semusa divulgou ontem o relatório

Apesar de todos os esforços da Secretaria Municipal de Saúde (Semusa) em combater a dengue em Divinópolis, os casos confirmados e notificados continuam a subir. Em uma semana, os casos confirmados aumentaram 32%, quando passaram de 152 para 201. Os casos notificados subiram de 725 para 853, o que mostra um aumento de 17%.
Os bairros com maior número de casos notificados de dengue na cidade são: Centro, Icaraí, Belvedere, Afonso Pena e Bom Pastor. A secretaria informou que, apesar do avanço no número da dengue este ano, em Divinópolis, ele ainda é 76% menor do que foi verificado no mesmo período em 2014. Entretanto, a situação é de alerta, visto que o município está em estado de epidemia, de acordo com o acompanhamento realizado através do Diagrama de Controle do município.

ORIENTAÇÕES
Com o balanço divulgado na última semana, o coordenador de vigilância em Saúde Ambiental, Juliano Cunha, fez um apelo à população. “A população não está contribuindo ainda, e não viu o quanto é importante esta contribuição. Porque se a gente for verificar o histórico dos outros anos, nós estamos em uma época em que é grande o número de casos notificados”, explica.
O Ministério da Saúde divulgou, na semana passada, uma pesquisa que revela que o Brasil está em epidemia. Os números mostraram um aumento de 234,2% em relação ao mesmo período do ano passado, e 48,6% menor em comparação com 2013. Com o aumento no número de casos notificados e confirmados de dengue, os agentes de saúde intensificam suas ações.
Juliano também frisou que os agentes orientam os moradores como proceder para eliminar os focos do mosquito transmissor da doença, mas que é imprescindível a colaboração de todos. “A gente sempre reforça a questão de o morador tirar em torno de dez minutos por semana para vistoriar o seu quintal, e não deixar essa responsabilidade apenas para o agente de saúde”, ressalta.

AÇÕES
Ainda na tentativa de controlar os números, a secretaria está desenvolvendo o projeto Agente Mirim na Escola Municipal Dona Maria Rosa, localizada no bairro Realengo. A iniciativa é desenvolvida em parceria com a Secretaria Municipal de Educação (Semed) e envolverá 48 alunos distribuídos nos turnos da manhã e tarde.
Estes alunos começaram a ser capacitados para que possam auxiliar tanto na orientação quanto na identificação de focos do mosquito da dengue. A ideia é que eles sejam multiplicadores do combate a esta doença, disseminando o que foi repassado para os demais colegas e assim levar esta informação para os ambientes em que convivem. Ao final da capacitação, no dia 28 de maio, os alunos receberão um certificado e o título de Agente Mirim.

 

Crédito: Reprodução

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.