segunda-feira, 9 de Maio de 2016 09:44h Atualizado em 9 de Maio de 2016 às 10:08h. Prefeitura de Divinópolis

Centros de Assistência Social atendem 3,2 famílias divinopolitanas

A Prefeitura de Divinópolis mantêm em funcionamento quatro Centros de Referência de Assistência Social (Cras) que atendem diretamente 360 famílias

O espaço oferece os serviços de Assistência Social com missão de fortalecer a convivência com a família e com a comunidade. Coordenados pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social (Semds) 3.280 famílias estão cadastradas nas unidades localizadas, prioritariamente, em áreas de maior vulnerabilidade social.

Os assistidos estão cadastrados no programa de Proteção e Atendimento Integral à Famílias e cada Cras atende, em média, 90 famílias mensalmente.  O Cras Nordeste fica localizado no Danilo Passos II e tem abrangência de 48 bairros. Já o Noroeste alcança até 55 bairros e funciona no bairro Bom Pastor. No Cras Sudoeste no São Miguel são 72 bairros de abrangência e o Cras Sudeste no Interlagos alcança até 31 bairros.

 

 

 


O atendimento é destinado às famílias e indivíduos em situação grave desproteção, pessoas com deficiência, idosos, crianças retiradas do trabalho infantil, pessoas inseridas no Cadastro Único, beneficiários do Programa Bolsa Família e do Benefício de Prestação Continuada (BPC), entre outros.

Em cada um dos Cras, profissionais promovem visitas domiciliares, atendimentos individualizados, entrevistas e orientações. Cada Cras possui uma equipe compostos por psicólogos, assistentes sociais e sociólogos. Nos espaços são realizados mensalmente grupos e oficinas socioeducativas, atividades de caráter eventual e reuniões de articulação e/ou mobilização de ações no território.

 

 



Porta

Os Centros de Referência de Assistência Social é a porta de entrada da Assistência Social. “O Cras presta uma significativa contribuição as pessoas pobres e tem timidez em buscar os serviços. Às vezes tem dificuldade de buscar ajuda e o Cras busca o Bolsa Família, vagas em escola e descobre violência dentro de casa. É a porta de entrada de todos os serviços oferecidos pela Secretaria de Desenvolvimento Social de Divinópolis. Os cidadãos são orientados sobre os benefícios assistenciais e podem ser inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal”, afirmou o Secretario de Desenvolvimento Social, Paulo dos Prazeres. 

 

 



O Cras promove a organização e articulação das unidades da rede socioassistencial e de outras políticas. Assim, possibilita o acesso da população aos serviços, benefícios e projetos de assistência social, se tornando uma referência para os serviços setoriais.
O Cras apoia ações comunitárias, por meio de palestras, campanhas e eventos, atuando junto à comunidade na construção de soluções para o enfrentamento de problemas comuns, como falta de acessibilidade, violência no bairro, trabalho infantil, falta de transporte, baixa qualidade na oferta de serviços, ausência de espaços de lazer, cultural, entre outros.

 

 



IVS
O Cras contribui para as propostas de promoção social decisivas para Divinópolis se destacar no Índice de Vulnerabilidade Social (IVS) calculado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA). Lançado em setembro do ano passado, o IVS divinopolitano está com 0,179 e é melhor na comparação com Minas Gerais (0,33) e Brasil (0,28). O índice quanto mais próximo de 1 maior a vulnerabilidade. Em Sete Lagoas, município com população semelhante à de Divinópolis, o índice foi de 0,23 e de Belo Horizonte ficou 0,28.

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.