segunda-feira, 6 de Maio de 2013 07:11h Luiz Felipe Enes

Cirurgião que fez mulher sem língua falar pretende vir a Divinópolis

Um caso em Divinópolis chamou a atenção de um Cirurgião Dentista de Brasília, Frederico Salles ficou internacionalmente conhecido por fazer uma moça, com uma doença rara, que nasceu sem língua, falar.

Um caso em Divinópolis chamou a atenção de um Cirurgião Dentista de Brasília, Frederico Salles ficou internacionalmente conhecido por fazer uma moça, com uma doença rara, que nasceu sem língua, falar.
Existe em Divinópolis uma jovem de 13 anos que aguçou a curiosidade do Cirurgião Dentista Frederico Salles. Carla é de uma família carente. A jovem não tem uma perna, falta um braço, além de não ter a mandíbula e possuir só um pedaço da língua. Atualmente é amparada por amigos e conhecidos, que convivem com a mesma.


Com a ajuda da população, comovidos com o caso da jovem, estes conseguiram uma prótese para sua perna. Com a intenção de ajudá-la ainda mais, Frederico Salles ficou sabendo de sua situação e se dispôs a vir à Divinópolis para conhecê-la e ver o que pode ser feito.


A história e a carreira do cirurgião são marcantes. O caso raro da brasileira que nasceu sem língua se tornou mundialmente conhecido pelo trabalho de Frederico. Auristela Viana da Silva, de 22 anos nasceu com uma doença chamada aglossia congênita isolada, ou seja, ausência total da língua. O caso ganhou as principais manchetes dos jornais internacionais. O procedimento cirúrgico dado início por Frederico Salles contou com a ajuda de vários outros profissionais, como, odontólogos, fonoaudiólogos, nutricionistas e psicólogos. Atualmente, a moça leva uma vida normal e cursa Enfermagem.


Frederico Salles possui um longo currículo, dentre eles é ex-professor da UNB (Universidade de Brasília) e membro Emérito da Sociedade Brasileira de Cancerologia. O cirurgião que hoje reside em Brasília pretende vir a Divinópolis para conhecer o caso da jovem e ver a possibilidade de fazer algo. Frederico também pretende dar uma palestra na UFSJ, campus Dona Lindu, com previsão para o dia 14 de junho, momento em que falará sobre suas experiências profissionais no decorrer da vida.

Leia Também

Imagem principal

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.