sexta-feira, 10 de Junho de 2016 13:33h Jotha Lee

Com Plano B já preparado, PT espera por decisão do ex-prefeito Demetrius Pereira

Advogado militante do PT há 35 anos está pronto para disputar a prefeitura pelo partido

POR JOTHA LEE

jotalee@gazetaoeste.com.br

 

O Partido dos Trabalhadores (PT) continua enfrentando o mesmo dilema que viveu nas eleições municipais de 2012 para definir seu candidato à sucessão municipal em Divinópolis. Em 2012, o partido ficou na expectativa da candidatura do ex-prefeito Demetrius Pereira, que durante todo o processo foi dúvida, diante de sua indecisão em ser ou não candidato. Para as eleições desse ano, em duas reuniões do partido, Demetrius colocou seu nome à disposição da legenda para ser o candidato á sucessão de Vladimir Azevedo (PSDB).

Em entrevista ao Jornal Gazeta do Oeste, publicada há um mês, o presidente do Diretório Municipal do PT, Renato Delgado, garantiu que Demetrius seria o candidato da legenda e que tinha total apoio doa legenda. Entretanto, o ex-prefeito não tem se manifestado e um petista histórico garante que ninguém do partido consegue falar com ele. Ontem a reportagem tentou falar com o ex-prefeito e ele não atendeu às ligações feitas no período da tarde.

 

 

 

Diante da indecisão de Demetrius, o PT já tem o Plano B para indicar o nome que vai disputar a sucessão municipal. Foi lançada a pré-candidatura do advogado Iris José de Almeida, que tem uma extensa folha de serviços prestados ao partido. Filiado ao PT desde maio de 1981, Iris é um nome que tem o apoio de todos os deputados petistas com votação na cidade, além de contar com a confiança de todo o diretório, que já lhe deu carta branca para negociar apoios e alianças.

Embora já esteja trabalhando sua pré-candidatura, Iris Almeida admite que sua candidatura só será efetivada se o ex-prefeito Demetrius Pereira não aceitar a indicação. “O candidato natural do PT é o companheiro Demetrius. Eu o tenho chamado para que ela venha participar das discussões, pois nós estamos perdendo tempo, já que o período eleitoral agora caiu de 90 para 45 dias”, afirmou. “Mas diante dessa indefinição do Demetrius, meu nome está aclamado dentro do partido. Estabelecemos uma agenda mínima e o candidato natural do partido é o Demetrius, mas na ausência dele, o candidato sou eu. Isso já está definido e não há nenhuma outra discussão dentro do PT”, assegurou.

 

 

 

CARTA BRANCA

A exemplo do que foi acertado com o ex-prefeito Demetrius Pereira, o PT também deu a Iris Almeida total liberdade para discutir composições. “Eu também tenho comigo essa carta branca para que possa procurar outros partidos para futuras composições e certamente minha procura vai ser com partidos mais compromissados com os menos favorecidos, que busquem mais o avanço social, para que a gente possa construir a futura aliança” explicou.

O advogado, que já foi presidente da 48ª Subseção da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) diz que o PT terá candidato à sucessão, independente da decisão de Demetrius. “Se Demetrius não é candidato, o candidato sou eu. Nós não vamos abrir mão da cabeça de chapa, em hipótese alguma. Essa possibilidade está descartada e a gente sair de vice de outro partido não há a menor possibilidade”, assegurou.

 

 

 

Iris José de Almeida já tem algumas prioridades para uma possível eleição e diz que tem propostas importantes para o município. Uma delas, segundo ele, é fortalecer o movimento comunitário, para que seja feito um governo participativo. “Nossa proposta é uma administração popular participativa e para isso é preciso revitalizar os movimentos sociais”, explicou. Outra meta é rediscutir o contrato de concessão do tratamento do esgoto, entregue à Copasa em 2011 pelo prefeito Vladimir Azevedo. “O povo já está pagando a taxa por um serviço que não está sendo prestado e não há nem sinal de que o Rio Itapecerica receberá o tratamento. Vamos ter que encontrar uma solução para isso”, sentenciou. O pré-candidato disse ainda que uma das primeiras medidas que adotará se eleito, será a reabertura do restaurante popular, fechado no ano passado pela atual administração. “Eu estou preparado para administrar e não tenho medo disso”, finalizou.

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.