sexta-feira, 23 de Novembro de 2012 04:12h Mariana Gonçalves

Começa a primeira etapa de entrega das chaves do Conjunto Copacabana

A prefeitura em parceria com a Caixa Econômica Federal, realizou no auditório da Secretaria Municipal de Saúde,Semusa, a primeira fase da entrega das chaves e da assinatura de contratos.

A espera para muitas famílias contempladas com residências no Conjunto Habitacional Copacabana, terminou na tarde de ontem (22). A prefeitura em parceria com a Caixa Econômica Federal, realizou no auditório da Secretaria Municipal de Saúde,Semusa, a primeira fase da entrega das chaves e da assinatura de contratos.

 


Na obra foram investidos R$19 milhões, para que quatrocentos e noventa e oito famílias pudessem ser beneficiadas. De acordo com o coordenador do Programa Divino Lar/Minha Casa,Minha Vida, o vice-prefeito Francisco Martins, inicialmente serão realizadas 380 assinaturas e entregas de chaves. Gradualmente, serão chamados os demais mutuários do residencial.

 

Francisco explica que por questões burocráticas, ainda nem todas as casas poderão ser entregues. Mas, a meta é que até o dia 20 de dezembro, o conjunto já esteja completo, com as 498 famílias residindo no local. A festa de inauguração já tem data para acontecer, será no dia 22 de dezembro. E conforme o coordenador do programa “ Será uma festa às vésperas do Natal, por isso é uma alegria ainda maior entregar essas casas. Vamos levar o papai noel, que é para alegrar as crianças”afirma.

 


Durante o dia de ontem os contemplados assinaram o contrato e receberam as chaves.
Alguns avisos importantes foram repassados para as famílias presentes. É obrigatório que cada beneficiário faça a mudança para a nova residência em até 30 dias após a assinatura do contrato. A partir do próximo mês os boletos deverão chegar às casas de cada família. E uma novidade, é que cada família irá comprometer apenas 5% da renda familiar no financiamento. Considerando que o financiamento era estipulado em 10% da renda familiar, os contemplados tem o prazo de até dez anos para quitarem as casas. Ou seja, antes desse período o imóvel não poderá ser vendido, nem credenciado em locadoras.

 


Outro recado repassado aos novos moradores, é que nesta segunda fase do programa um grupo de assistentes sociais, irá trabalhar na comunidade durante seis meses com os moradores. Isso para que o conjunto ganhe uma vida saudável e uma comunidade harmoniosa.

 

Já para o próximo dia 27, uma reunião foi marcada com todos os moradores, o encontro será no auditório da Semusa, às 17h.

 


O sonho da casa própria se tornou mais fácil de algum tempo para cá. Um grande aliado dos governos municipais pela busca da concretização do sonho de milhares de brasileiros, tem sido a  Caixa Econômica Federal. Para o superintendente regional da instituição, Constantino Dias Neto “é uma satisfação muito grande. Porque trabalhamos não só com habitação subsidiada que é o Minha Casa, Minha Vida, mas também nos financiamentos para famílias que tem possibilidade de pagar uma prestação. Seja ela dentro de recursos do Fundo de Garantia, da caderneta de poupança ou  recursos da Caixa. Só esse ano, a Caixa  irá realizar mais de cem bilhões de reais em financiamentos habitacionais no país. É um orgulho e uma satisfação de poder verificar a redução do déficit habitacional no país”conclui.

 

MINHA CASA, MINHA VIDA II

 


Novos projetos estão por vir. De acordo com Francisco Martins, para o ano de 2013 já estão sendo estudados novos locais para que a continuação do sonho da casa própria não pare por aqui. “Se Deus quiser ano que vem, começa o Minha Casa,Minha Vida II. Já estamos discutindo e planejando a construção de mais duas mil unidades para o Minha Casa,Minha Vida II” revelou.

 


As inscrições para esta segunda etapa reuniram mais de 16 mil inscritos. Várias pessoas que não foram contempladas no primeiro, voltaram a se inscrever para tentar a sorte no segundo.
 

Leia Também

Imagem principal

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.