quinta-feira, 23 de Julho de 2015 10:24h Mariana Gonçalves

Conselho de Saúde promove a realização de plenárias em Divinópolis

Nos dias 27 e 28, os membros do Conselho Municipal de Saúde estarão a partir das 20h na Câmara Municipal de Divinópolis para a realização das plenárias, cujo objetivo é discutir propostas e eleger os delegados que representarão estas propostas na etapa Estadual da Conferência de Saúde – prevista para ser realizada no mês de setembro, em Belo Horizonte. Os participantes deverão estar munidos do documento de identidade ou CPF.

De acordo com o vice-presidente do Conselho Municipal de Saúde, Reginaldo Couto, a presença dos divinopolitanos durante estes dois dias é de extrema importância, principalmente porque as discussões giram em torno de alcançar a melhoria da qualidade no sistema público de saúde, ou seja, esse é um debate que afeta diretamente toda a população. “Gostaríamos de ter a participação de todos os divinopolitanos, pois é um momento em que vamos discutir ações que são para nós mesmos, ações de saúde que irão nos beneficiar”, destaca.

Ainda conforme Reginaldo, todos os municípios do país estão na fase de realizar as suas conferências ou plenárias, como no caso aqui de Divinópolis. Dentro dessa programação, a intenção é que sejam retiradas cinco propostas que são prioridades. “É interessante porque dessas cinco propostas três delas vão para o Estado e duas para o governo federal. Além disso, eu acho fantástica essa política pública que, ao invés de vir de cima, ela vem de baixo, ela não vem de uma grande esfera. Fazemos todo esse trabalho com a sociedade civil, quanto os prestadores de serviço para o Sistema Único de Saúde, bem como os governos. Nós todos juntos pensamos nas propostas e isso chega às altas esferas de poder”, pontua o vice-presidente do Conselho.

 

 

TEMÁTICA

O tema geral a ser trabalhado no país este ano é “Saúde Pública de Qualidade Para Cuidar Bem das Pessoas – Direito do Povo Brasileiro”. A partir daí, são originados alguns pontos de discussão para nortear as propostas.  Dentro disso, destacam-se “direito à saúde, garantia de acesso e atenção de qualidade. Participação social. Valorização do trabalho e da educação em saúde. Financiamento do SUS e relação público privado, gestão do SUS e modelos de atenção à saúde. Informação, educação e política de comunicação do SUS. Ciência, tecnologia e inovação do SUS, reformas democráticas e populares do Estado”, explica Reginaldo.

As propostas e diretrizes que incidirão sobre as políticas de saúde nas esferas estadual e nacional serão destacadas no Relatório Final da Etapa Municipal, documento esse que será de responsabilidade dos Conselhos Municipais de Saúde e deverá ser enviado à comissão organizadora da etapa estadual até o dia 31 de julho.

 

 

IMPORTANTE

A plenária ou conferência deve encaminhar, no máximo, duas propostas por eixo temático para os destaques dos Relatórios Estadual e Nacional de Saúde, no formato word, fonte arial 12, entre linhas 1,5.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.