sexta-feira, 4 de Dezembro de 2015 08:55h Atualizado em 4 de Dezembro de 2015 às 08:57h. Thais Fernandes

Conselho Municipal da Pessoa com Deficiência tomou posse ontem

Em comemoração ao Dia Internacional da Pessoa com Deficiência, conselho municipal volta à ativa após um período de paralisação

Ontem (3) foi comemorado em Divinópolis o Dia Internacional da Pessoa com Deficiência, para marcar essa data, foi realizada a cerimônia de posse do Conselho Municipal da Pessoa com Deficiência (CMPD). Criado em 2008, através da Lei Complementar 143 de 24 de junho de 2008, o CMPD ficou durante um período inativo, porém retorna no ano de 2016 com uma mesa diretora renovada. O evento aconteceu na sede de Associação de Deficientes do Oeste de Minas (ADEFOM) e contou com a presença de diversos representantes da sociedade civil, entre eles o prefeito Vladimir Azevedo e o vice-prefeito, Rodrigo Resende.

A nova mesa diretora para o biênio de 2016/2017 é composta pela presidente, Andréia Martins Amaro, a vice-presidente, Rosana Aparecida A. Alves, o secretário, Ronaldo Alves dos Reis, e a 2º secretária, Clecilia Maria Silva Maia. A Presidente do conselho, Andréia, comentou sobre as funções do CMPD, “é um órgão de caráter permanente, consultivo, normativo, deliberativo e fiscalizador da política de atendimento dos deficientes no âmbito Municipal. Os objetivos são: trabalhar em Prol da pessoa com deficiência,  estreitando a relação entre o governo e a sociedade civil, a partir da participação popular, em conjunto com a administração pública nas decisões regentes na sociedade. Um exercício de democracia na busca de soluções para os problemas sociais, com benefício da população como um todo”, esclareceu Andréia. Durante seu discurso, ela falou sobre a importância da conscientização da sociedade para os problemas das pessoas com deficiência, para seu projeto de gestão, disse que irá trabalhar cada dia mais para aumentar a adesão dos deficientes na sociedade, principalmente em condições de igualdade.
O prefeito de Divinópolis, Vladimir Azevedo, informou sobre o apoio do CMPD, “eu vejo que ele possa ajudar fazendo um bom diagnóstico de como as pessoas estão sendo atendidas, como é o fluxo de mobilidade, se tem algum deficiente sem atendimento, sem acesso escolar, sem o devido atendimento nas campanhas de desenvolvimento social, ou nos programas de saúde da família da secretaria de saúde, e nos ajudar nesse acompanhamento, mas, acima de tudo, em bons propositores de políticas públicas de difusão e acessibilidade”, completou.
As instituições que fazem parte do conselho pela sociedade civil, e seus representantes são:
Instituto Helena Antipoff - Titular: Michelle Cristina de Paula, e a Suplente: Nayara Carolina Alves do Santos;
Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE) - Titular: Clecilia Maria Silva Maia e a Suplente: Sônia Maria de Melo Santos;
Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (Crea-MG) - Titular: Luiz Otavio Santos Pereira e o Suplente: Mayler Batista Braga;
Sociedade dos surdos de Divinópolis - Titular: Andreia Martins Amaro e o Suplente: Luiz Mar Ferreira de Lima;
Associação de Deficientes do Oeste de Minas (Adefom) - Titular: Milton Henriques, e o Suplente: Richard José Tavares; e pela,
Escola Para Surdos AAvida - Titular: Edilene Nunes claro Braga, e a Suplente: Graciele Kerlen pereira.
Representando o Poder Público, estão os servidores das secretarias de Trânsito e Transporte (Settrans), de Desenvolvimento Social (SEMDS), de Saúde (Semusa), Esporte e Juventude (Semej), de Educação e Cultura (Semec), além da Câmara Municipal de Divinópolis.

 

Créditos: Thais Fernandes

Leia Também

Imagem principal

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.