quarta-feira, 25 de Março de 2015 14:01h

Construção colaborativa atrai participação de representantes municipais

A 14 dias do evento e com um trabalho intenso de mobilização, o III Encontro dos Municípios com o Desenvolvimento Sustentável (EMDS) apresenta números expressivos

Já são mais de 3 mil inscrições; representantes de 16 países; aproximadamente 180 palestrantes confirmados e mais de cem instituições apoiadoras para o evento, que nesta edição tem como eixo central "Nova governança federativa e o papel das cidades no Brasil e no mundo".

Realizado pela Frente Nacional de Prefeitos (FNP), em parceria com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), o III EMDS está sendo construído de forma colaborativa. Dessa maneira, foram realizadas reuniões em regiões estratégicas para mobilizar prefeitos e gestores municipais a participarem do Encontro.

Segundo o prefeito de Porto Alegre (RS) e presidente da FNP, José Fortunati, o objetivo central do III EMDS é ser um evento que atue, de fato, propositivamente para contribuir com as demandas do municipalismo brasileiro. "A mobilização é para conseguirmos reunir mais de 5 mil participantes, entre eles 500 prefeitos, com foco no debate, troca de experiências e na busca por soluções. A grandiosidade do evento está em contribuir para o desenvolvimento sustentável das cidades e, consequentemente, do país", destacou.

Além de três pré-lançamentos, sendo em Brasília (DF), São Paulo (SP) e Rio de Janeiro (RJ) e o lançamento oficial, durante a 66ª Reunião Geral da FNP, em Campinas (SP), soma-se à agenda preparatória para o III EMDS outras 50 reuniões de mobilização.

Comissão Organizadora - Prefeitos e outros representantes municipais que compõem a Comissão Organizadora do III EMDS estiveram reunidos em cinco oportunidades. Brasília, São Paulo e Campinas sediaram esses encontros, em que o grupo debateu a criação dos eixos temáticos, a programação do evento e sugeriu palestrantes.

Conselho Consultivo - O III EMDS foi apresentado também para instituições e entidades, que formam o Conselho Consultivo do evento. Três reuniões foram realizadas em Brasília, São Paulo e Rio de Janeiro.

Mais de cem instituições nacionais e internacionais já confirmaram apoio ao III EMDS.

Segundo a coordenadora-geral do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), Maristela Baioni, o apoio do PNUD ao EMDS está alinhado com o desenvolvimento sustentável, próxima pauta da agenda Pós-2015, que irá nortear o trabalho da organização internacional. "Essa é uma oportunidade de trabalhar no âmbito local, de promover a agenda, o debate e os indicadores, além de conquistar o engajamento dos municípios", afirmou durante uma das reuniões.

Reuniões Regionais Preparatórias - Mais de mil representantes municipais, entre prefeitos e gestores, participaram das 17 Reuniões Regionais Preparatórias realizadas entre janeiro e março deste ano. Representantes municipais de Sergipe sensibilizados para o III EMDS. A agenda de reuniões foi aberta no dia 22 de janeiro, em Aracajú (SE), e contou com a participação de 65 pessoas.

Gramado (RS), Guarujá (SP), Belo Horizonte (MG), Manaus (AM), Belém (PA), Maringá (PR), Cuiabá (MT), Ipatinga (MG), Salvador (BA), Petrópolis (RJ), Ribeirão Preto (SP), Uberlândia (MG), Vitória (ES), Valparaíso de Goiás (GO) e Araçatuba (SP) foram as cidades que sediaram os encontros.

"Acreditamos que essas discussões unificadas vão beneficiar cidades de grande, médio e pequeno porte em todo o país", ponderou a prefeita de Ipatinga (MG), Cecília Ferramenta, referente aos encontros preparatórios.

Fórum Estadual de Secretários e Dirigentes de Desenvolvimento Econômico - Concomitantemente às reuniões preparatórias, a FNP, em parceria com o Sebrae, promoveu encontro de trocas de experiências entre representantes municipais das pastas que cuidam do tema Desenvolvimento Econômico. Novamente, mais de mil gestores e secretários, compareceram aos encontros de instituição e reunião dos membros dos Fóruns de Secretários e Dirigentes de Desenvolvimento Econômico. Tanto o tema do Desenvolvimento Econômico quanto do Empreendedorismo serão debatidos durante o III EMDS.

Outras reuniões - Reuniões com parceiros, prospecções e almoços de negócios também estiveram entre os eventos pré-III EMDS, somando 54 reuniões e encontros de mobilização.

III EMDS - Realizado pela Frente Nacional de Prefeitos (FNP), em parceria com o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), o EMDS já está consolidado como o maior evento de sustentabilidade urbana do país. O Encontro, que aborda assuntos de interesse comum entre os municípios brasileiros, nesta edição terá como eixo central o tema "Nova governança federativa e o papel das cidades no Brasil e no mundo". Crise Hídrica, Mobilidade Urbana, Saúde Pública, Educação e Desenvolvimento Econômico são outros tópicos a serem debatidos durante o III EMDS.

Sete eixos temáticos irão nortear a programação do III EMDS, composta por Salas Temáticas, Arenas de Diálogo e Fóruns Ted-alike. Confira:

Empreendedorismo e desenvolvimento local sustentável: políticas públicas de incentivo e de financiamento;
A crise hídrica urbana: causas, situação atual e cenários futuros;
Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ONU) e o Habitat III: a nova agenda urbana e o protagonismo dos governos locais;
Mobilidade urbana: o esgotamento do atual modelo e a urgência de uma pactuação federativa;
Governança e gestão das políticas públicas metropolitanas;
Desafios da Saúde Pública: financiamento, qualidade e gestão;
Cidades e democracia: reforma política, reforma federativa e participação social;

Experiências exitosas municipais também serão divulgadas durante o evento, por meio do Caminho das Cidades e da Praça de Boas Práticas. O networking e a interação entre os participantes acontecem no espaço chamado Ponto de Encontro.

As inscrições são gratuitas e estão disponíveis no site www.emds.fnp.org.br. Cerca de cinco mil pessoas devem participar do Encontro, sendo aproximadamente 500 prefeitos e prefeitas.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.