quarta-feira, 9 de Novembro de 2011 15:45h Sarah Rodrigues

Correios já recebe cartinhas para o Papai Noel

Nove escolas públicas participam desta edição

Há 22 anos após perceberem que recebiam inúmeras cartas endereçadas ao Papai Noel, no período natalino os carteiros dos Correios começaram a apadrinhar as cartinhas e enviar presentes para as crianças. O gesto tomou grandes proporções se tornando a campanha “Papai Noel dos Correios”, atingindo mais de duas mil crianças a cada edição.


Segundo o gerente de vendas dos Correios, Luiz Brinatti, nesta campanha nove escolas da rede pública de ensino participarão. Os alunos de seis escolas municipais e três estaduais em situação de vulnerabilidade social fazem as cartinhas e os correios recolhem e as repassam aos padrinhos. “Nós estamos trabalhando a princípio aqui em Divinópolis com nove escolas, elas foram visitadas e selecionadas de acordo com o critério de maior vulnerabilidade social”.


As escolas são o Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI) Maria Lúcia Gregório, o CMEI Jesus Pereira da Costa, o CMEI Professora Maria Dalva, o CMEI José Maria Santos, o CMEI Maria Arantes de Oliveira, a Escola Municipal Professora Eveline Greco Santos e as escolas estaduais Nossa Senhora do Sagrado Coração, Rosa Vaz e Dona Diva. “Somente nestas nove escolas nós temos hoje 1034 alunos matriculados regularmente. Mas, nós sabemos que outras crianças também procuram, outras escolas entregam as cartinhas diretamente nos Correios, então a expectativa inicial é a partir de mil crianças”, explica.


As cartas dos alunos deverão ser entregues até o dia 11 de novembro. A partir do dia 14 de novembro até o dia 09 de dezembro será o período de apadrinhamento, quando as pessoas interessadas podem retirar as cartas nos Correios e realizar o sonho de uma criança.
Sobre a possibilidade de outras crianças também enviarem suas cartinhas aos Correios Brinatti avalia que elas podem participar, mas os critérios devem ser obedecidos. “Desde que a criança esteja devidamente matriculada e esteja cursando até o quarto ano do ensino fundamental”, ressalta.
Todas as pessoas podem participar da campanha desde pessoas físicas a empresas. “Nós fizemos várias parcerias, temos uma boa receptividade da sociedade divinopolitana que todos os anos se demonstra muito solidária ao apadrinhamento das cartinhas. Mas, é bom a gente deixar bem claro que pessoas físicas também podem nos ajudar, procurando as cartinhas aqui nos Correios e selecionando aquelas que mais os sensibilizarem”.

 

 

PRESENTES


O gerente avalia que todas as crianças que se encaixam nos critérios requisitados têm seus pedidos atendidos. “As cartinhas dentro dos critérios, ou seja, crianças cursando até o quarto ano do ensino fundamental, e os pedidos considerados dentro da faixa etária e acessíveis ao apadrinhamento são 100% atendidos”.


De acordo com Brinatti a cada ano o projeto cresce mais na cidade. No ano passado, a regional Divinópolis apadrinhou mais de 3 mil cartas no município.Por isso, a campanha foi formatada e os critérios de participação foram estabelecidos.“O objetivo principal desta campanha é realizar sonhos, é tornar sonhos em realidade.Há 22 anos os próprios funcionários dos Correios apadrinhavam as cartinhas, com o passar dos anos o volume foi crescendo, daí a busca por parcerias com os clientes, com as empresas.Então o projeto vem crescendo ano a ano”, frisa.
Os presentes começarão a ser entregues a partir do dia 14 de dezembro, o gerente explica que a intenção da empresa é entregar todos pelo menos uma semana antes do Natal. “A cada ano ficamos emocionados ao vermos os pedidos. Ao contrário do que muita gente pode pensar que as crianças pedem presentes e bens materiais, nas cartinhas vemos que os pedidos dão diferentes. Elas costumam pedir cesta básica, material escolar, empregos para os pais, roupas e outros”

 

CHEGADA DO PAPAI NOEL


No dia 02 de dezembro o Papai Noel dos Correios chega aos Correios da avenida Antônio Olímpio de Morais a partir das 9h da manhã para alegrar a criançada.

Leia Também

Imagem principal

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.