quinta-feira, 19 de Março de 2015 11:06h Atualizado em 19 de Março de 2015 às 11:17h. Mariana Gonçalves

Corrida em defesa das nascentes será neste final de semana

A 9ª Corrida em Defesa das Nascentes será realizada no próximo dia 22

Os atletas interessados em competir devem fazer a inscrição na Avenida 1° de Junho n°378 – sala 10, de acordo com a organização, até mesmo no dia do evento serão aceitas inscrições para participar da corrida. Os candidatos deverão pagar uma taxa de R$ 30, no entanto, somente aqueles que forem participar da corrida é que pagam, os demais tem acesso gratuito ao evento.
O percurso é de 7,9 KM, no trajeto está a passagem pela Rua Castro Alves e a Av. Paraná, encerrando-se nas proximidades da nascente Bela Vista, localizada no fim da Avenida Catalão. Haverá a entrega de medalhas para todos os participantes que completarem a prova, os ganhadores, do primeiro ao terceiro lugar, serão contemplados com troféus.
Segundo o organizador da corrida, Geraldo de Oliveira, o evento tem como foco principal chamar a atenção dos políticos e da população em geral para a urgente necessidade de preservação do meio ambiente, principalmente das nascentes. Conforme diz Geraldo, a crise hídrica que, até então, era cogitada por especialistas para acontecer num futuro não tão distante, veio ainda mais cedo do que se esperava. “Em 2007, quando começamos com esse evento, se falava em falta de água para 2050, mas vivemos 2014 e ainda esse ano com graves problemas de falta de água, devido o descaso do homem com a natureza”, completa Oliveira.
Todas as pessoas podem fazer parte dessa mobilização. “Teremos para as crianças a Rua de Lazer, com doces, pipocas, cama elástica e piscina de bolinhas. Vamos ter ainda, o apoio da Companhia de Saneamento Básico (Copasa) com o carro “Pipinha”, distribuindo água para a população. Será um dia maravilhoso”, pontua Geraldo.
Serão distribuídos kits de alimentação. Geralmente, em média, participam do evento 150 atletas, mas esse ano, a organização espera que possam comparecer mais pessoas, até mesmo porque, será feita uma reflexão bastante importante entre o público presente, sobre qual a importância da água em nossa vida. “Ocorreu algumas melhorias aqui na região para não prejudicar a nascente, mas só isso não adianta, precisamos de mais ações de preservação. Divinópolis é uma cidade rica em nascentes, para termos ideia, temos mais de cem nascentes no município, se preservarmos esses recursos, já não teríamos tantos problemas com a falta d'água, e outra, as nossas nascentes poderiam até virar áreas turísticas, basta fazer um trabalho bem feito”, argumenta Geraldo.

 

TODOS JUNTOS

Paralelo à corrida, será realizado, também no domingo, uma mobilização da Igreja, com objetivo de celebrar o Dia Mundial da Água. “Teremos a Missa das Águas, que será na Praça Candidés, a partir das 8h, às 9h, esta programada uma caminha até a Igreja Divino Espírito Santo, onde será a continuação da missa. Após a missa, haverá a distribuição de mudas, realizada em parceria com o Instituto Estadual de Florestas (IEF)”, acrescenta o responsável pela 9ª corrida.
A crise hídrica que o Brasil atravessa põe em risco não só o abastecimento de suas cidades, mas também a oferta de alimentos nos mercados do país, em entrevista ao portal UOL de noticias, o brasileiro José Graziano da Silva, diretor-geral da agência da ONU para agricultura e segurança alimentar (FAO) disse que "estamos tendo uma quebra enorme da safra de todos os produtos".
Segundo ele, a estiagem deve resultar em preços mais altos nas prateleiras nos próximos meses.
Em entrevista à BBC Brasil, o chefe da FAO afirma ainda que o Brasil terá que ampliar seus estoques de alimentos e privilegiar culturas mais resistentes às secas, fenômeno que deve se tornar cada vez mais frequente, por causa das mudanças climáticas.

 

 

Crédito: Mariana Gonçalves

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.