quinta-feira, 20 de Setembro de 2012 08:29h Erik Ulysses

Curso do GEPAR em Divinópolis teve seu segundo dia de aulas

Teve sequencia nessa terça-feira o curso do Grupo Especial de Policiamento em Áreas de Riscos (GEPAR) realizado pelo 23º BPM. O curso teve início nessa segunda-feira e segue até a próxima sexta, dia 21. De acordo com o Tenente Felipe Borges, coordenador do curso, o objetivo do GEPAR é fazer o policiamento em áreas com alto índices de crimes violentos.  “O principal objetivo do curso é transmitir a filosofia da GEPAR, que é executar o policiamento diuturnamente nos aglomerados, que são aqueles locais que tem o maior número de crimes de homicídio e crimes violentos”.

 


O GEPAR já está implantado em Divinópolis desde setembro de 2009 no Alto São João de Deus. O curso que está sendo realizado agora servirá para implantar o GEPAR em Nova Serrana e Passos de Minas, bem como fortalecer ainda mais o já existente em Divinópolis. “Desde que foi implantado o Gepar lá no Alto São João de Deus já houve uma redução muito grande do crime de homicídio naquela comunidade, bem como a sensação de segurança da comunidade também melhorou bastante. Então a intenção aí é levar esse Gepar para Nova Serrana e Passos para conseguir os mesmos objetivos” contou o Tenente.

 

De acordo com o Tenente Borges a filosofia do GEPAR é estruturada em três pilares. “O primeiro é a prevenção, que consiste na idéia de que mais importante do que prender o criminoso é evitar que o crime ocorra. O segundo é a repressão qualificada, que é identificar e prender principalmente aqueles indivíduos que cometem os crimes mais graves, que são os crimes de homicídio e também o trafico de drogas. O terceiro pilar é a promoção social, que é o desenvolvimento de programas que proporcionem aos cidadãos daquela comunidade atividades de entretenimento, cultura, esportes e lazer. E com o objetivo principal de manter as crianças e os adolescentes longe das drogas e do tráfico” afirmou.

 


As aulas de hoje foram de Técnica Policial, onde os militares foram orientados em relação às abordagens bem como a identificação de pessoas suspeitas. As aulas seguem até sexta-feira com várias matérias. “As principais matérias do curso do GEPAR são essas baseadas nos direitos humanos, Polícia Comunitária, prevenção ao uso e tráfico de drogas e técnica policial. As aulas são práticas e teóricas” finalizou.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.