segunda-feira, 23 de Junho de 2014 06:55h

Cursos do programa Com Licença, Vou à Luta transformam mulheres da Apac de Governador Valadares

O Cantinho da Beleza foi criado depois que as recuperandas foram capacitadas. A iniciativa promove a qualificação profissional para a inserção no mercado de trabalho

Todo sábado à tarde e domingo de manhã, as recuperandas da Associação de Proteção e Assistência aos Condenados (Apac) de Governador Valadares se reúnem no Cantinho da Beleza. No local, um espaço amplo e arejado dentro da unidade, elas fazem as unhas, arrumam os cabelos, se maquiam e depilam.

O Cantinho da Beleza foi criado depois que as recuperandas foram capacitadas pelo programa Com Licença, Vou à Luta, do Governo de Minas, e que foi desenvolvido na Apac no final de 2013 e início deste ano. A iniciativa promove a qualificação profissional de mulheres, para a possível inserção ao mercado de trabalho ou em atividades de geração de renda. Na Associação de Proteção e Assistência aos Condenados de Valadares, 26 mulheres foram atendidas pelo programa, que ofereceu cursos de cabeleireiro, manicure, maquiagem, depilação e corte e costura.

Edna de Souza participou das oficinais profissionalizantes de depilação, cabeleireiro e corte e costura e contabiliza as vantagens. “Mudou muita coisa, agora sei cuidar melhor de mim e das minhas roupas e ainda dá para ganhar dinheiro quando eu sair da APAC”, diz ela, que pretende trabalhar em um salão de beleza.

A recuperanda Cristiana Gama também pensa em trabalhar com uma das atividades que aprendeu por meio do programa. Ela participou das aulas de manicure, depilação, cabelereira e corte e costura e, sobre o que mudou em sua vida, enumera: “conhecimento, autoestima e uma profissão”.

Ex-recuperanda, Elisete Maria Wederling, fez os cursos de maquiagem e manicure e, hoje, aplica o que aprendeu com a família. “Na APAC fazia as unhas das meninas e, agora, faço as minhas e da minha filha. Consegui aprender bem, eles mostram o passo a passo e recebemos apostilas”, completa.

Formação para a Cidadania

Além das oficinas de qualificação profissional, o Com Licença, Vou à Luta, promove o módulo denominado “Formação para a Cidadania”. Essa parte do programa tem como objetivo contribuir com a autonomia das mulheres, motivando a busca de melhores condições de vida e elevando a autoestima das beneficiárias.

A gerente administrativa da Apac, Marissol Alves de Oliveira, conta que foram trabalhados temas como a família e demais relações interpessoais e aponta, entre os principais benefícios gerados, a mudança na aparência das mulheres. “Isso conta muito para elas. Quando todas as atividades foram encerradas, trouxemos os familiares para eles verem como essas mulheres estavam bonitas”. Ela lembra que a mudança foi tão grande, que gerou um episódio engraçado. “Fui levar uma das moças para exame criminológico no Presídio e a agente não conseguiu saber quem era a gerente da Apac e quem era a recuperanda”, diz.

Segundo Marissol Alves, o programa deu tão certo, que ela tomou a iniciativa de levar o curso de depilação para as mulheres do Presídio de Governador Valadares. “A participação foi ótima, um sucesso”, lembra. Vinte cinco detentas fizeram o curso, concluído em maio deste ano.

O programa Com Licença, Vou à Luta é coordenado pela Secretaria de Estado de Trabalho e Desenvolvimento Social (Sedese). Criado em 2012, desde então atendeu a mais de 3 mil mulheres em todo o Estado. Na região Leste, além de Governador Valadares receberam o programa Açucena, Campanário e São Geraldo da Piedade.

Leia Também

Imagem principal

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.