quinta-feira, 29 de Novembro de 2012 08:26h Daniel Michelini

Defesa Civil inicia “Operação Limpa Bueiro”

Chegada do período chuvoso faz com que o órgão se prontifique e tome as medidas cabíveis. Atenção quanto a enchentes e alagamentos é redobrada

Com a chegada do período chuvoso, um problema antigo tem deixado a população amedrontada: o risco de enchentes e acidentes. Mesmo em áreas que não são ribeirinhas, como o centro da cidade, a preocupação é constante, uma vez que diversos bueiros estão sujos e, segundo moradores e comerciantes, entopem quando chove.
Recentemente, a reportagem da Gazeta do Oeste revelou que trabalhadores da área central, no cruzamento das vias Primeiro de Junho e Minas Gerais, reclamaram do mau cheiro provindo de dois bueiros no local. Na oportunidade, uma comerciante denunciou que, em dias posteriores aos de chuva, é normal encontrar animais em sua loja, como ratos e, principalmente, baratas.
Para que isso seja evitado, a Defesa Civil de Divinópolis intensificou os trabalhos de limpeza dos escoadouros, pelo fato da atenção se redobrar em finais de ano, principalmente em Divinópolis, onde há a “tradição” de fortes chuvas.
De acordo com o coordenador da Defesa Civil, Coronel Paulo Adriano Cunha, as limpezas já estão sendo executadas pela equipe da Secretaria Municipal de Operações Urbanas e Defesas Social (Semoudes), tendo o empenho máximo à limpeza dos bueiros nos pontos onde são identificados os alagamentos em Divinópolis: “Temos alguns gargalos a serem trabalhados á médio prazo com revisão de microdrenagem”, revela o coordenador, dando como exemplo a região da Avenida JK: “Essas regiões precisam de atenção prioritária por parte da prefeitura”, avaliou. Ele garante que diversas operações de prevenção para o período chuvoso estão sendo executadas na cidade, como a “Operação Limpa Bueiro”, desencadeada pela Semoudes.
Em relação ao problema de mau cheiro em alguns pontos, Paulo Adriano afirmou que a Defesa Civil não possui nenhuma notificação: “Pode ser que exista nos arquivos da prefeitura municipal, onde precisamos pesquisar. Eu desconheço o problema”, frisou, enfatizando ainda que qualquer cidadão pode fazer sua reclamação através do telefone 199, onde é possível comunicar o problema para que as autoridades enviem uma equipe para fazer a verificação do caso.
As operações de limpeza de bueiros contribuem para que os registros de entupimentos destes lugares não sejam freqüentes. Adriano confirma que, apesar disso ser uma questão que fica a cargo da Semoudes, a atenção da Defesa Civil está redobrada para que não ocorra qualquer tipo de entupimento: “Isso pode trazer prejuízo ao trânsito e aos cidadãos”, ressalta o coronel.
DICAS
Para concretizar, Paulo Adriano Cunha faz questão de falar que o papel da população é importante para que os problemas relacionados à chuva diminuam: “É importante a manutenção das vias limpas”, disse. Ele afirma que é comum observar pessoas jogando papéis, palitos, cigarros e embrulhos no chão, o que danifica o ambiente e contribui para que os alagamentos se iniciem: “Todos nós somos responsáveis pelo bem comum, principalmente com a limpeza das vias públicas”, finalizou.

Leia Também

Imagem principal

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.