terça-feira, 14 de Julho de 2015 13:00h Atualizado em 14 de Julho de 2015 às 13:01h.

Dentistas, assistentes e técnicos em saúde bucal da rede municipal de saúde passarão por capacitação

A Vigilância Sanitária, serviço da Diretoria de Vigilância em Saúde, juntamente como o Apóio Técnico de Serviço em Odontologia da Diretoria de Atenção a Saúde

A Vigilância Sanitária, serviço da Diretoria de Vigilância em Saúde, juntamente como o Apóio Técnico de Serviço em Odontologia da Diretoria de Atenção a Saúde, órgãos que integram a Secretaria Municipal de Saúde de Divinópolis (SEMUSA), realizam amanhã (15/07) uma Capacitação em Serviço para os profissionais da odontologia do município.

Na ocasião, serão padronizadas as Normas e Rotinas de Higiene e Limpeza e o monitoramento do processo de esterilização através do controle biológico.

“Este encontro tem como objetivo principal a discussão das atribuições e alinhamento de ações dos serviços prestados, despertando e desenvolvendo a consciência sanitária dos profissionais envolvidos na assistência à saúde e garantindo, assim, uma assistência segura e de qualidade aos usuários”, explica a coordenadora do Serviço de Vigilância Sanitária, Andréia Dellarett.

A previsão é que pelo menos 110 pessoas participem desta capacitação. Entre elas dentistas, assistentes e técnicos em saúde em saúde bucal que atuam na rede municipal de saúde.

Esta capacitação será realizada em dois períodos. Na parte da manhã, das 7h30 às 11h, e à tarde das 13h30 às 17h. Na sede da Semusa localizada na rua Minas Gerais nº 900 no Centro.

De acordo com a coordenação do Serviço de Vigilância Sanitária após a capacitação dos profissionais que atuam na rede municipal de saúde a intenção é levar esta informação também para os profissionais que atuam neste setor pela iniciativa privada.

“Este projeto está em processo de formatação. A intenção levar informações quanto a as Normas e Rotinas de Higiene e Limpeza e o monitoramento do processo de esterilização através do controle biológico para o maior número possível de profissionais. Praticando estas orientações o ambiente fica mais seguro e os usuários não ficam expostos a riscos”, conclui Andréia.

Crédito das fotos: Antônio Carlos

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.