terça-feira, 1 de Março de 2016 09:40h Atualizado em 1 de Março de 2016 às 09:53h. Mariana Gonçalves

Dia de mobilização de combate ao Aedes será realizado em Divinópolis

O combate ao Aedes Aegypti tem sido uma das maiores lutas das cidades brasileiras nos últimos meses. Além da dengue, o mosquito é transmissor da Chikungunya e do Zika Vírus (apontado como causador da microcefalia em bebês)

As instituições de saúde, sejam elas do Estado ou município, têm executado diversas ações a fim de acabar com o mosquito, mas para que isso aconteça de uma vez por todas, é necessário que os cidadãos também abracem a causa. Entre os trabalhos desenvolvidos pela Secretaria de Saúde de Divinópolis (Semusa), está programado o “Dia de Mobilização de Combate ao Aedes”, previsto para ocorrer no dia 5. Durant este dia, serão feitas várias ações, em diversos locais da cidade. Das 8h às 12h, será realizado um Arrastão de Limpeza no bairro Belvedere. A iniciativa envolverá os moradores deste bairro, agentes comunitários de saúde e de endemias. A ideia é recolher todo e qualquer objeto que possa servir de criadouros do mosquito Aedes aegypti.

 

 


Conforme conta o supervisor geral de endemias da Semusa, Francis Jonathan Souza, outra importante ação que será realizada no dia 5 conta com a parceria da Imobiliária Casa Nova. Das 13h às 17h30, equipes irão vistoriar cerca de 800 imóveis fechados. “O trabalho envolverá cerca de 100 pessoas e contará com o suporte dos agentes de endemias do município, que farão aplicação de larvicidas nos casos que forem necessários. A ação terá continuidade em 12 de março, quando mais de 800 imóveis deverão ser vistoriados”, acrescenta Francis.

 

 

 

POR TODOS OS CANTOS

Ainda dentro das atividades do Dia de Mobilização, o Supervisor Geral de Endemias conta que haverá a distribuição de informativos no Estádio Farião, durante a partida entre Guarani e URT pelo Campeonato Mineiro de futebol.
Os entornos da UPA Padre Roberto e do Hospital São João de Deus receberão o Arrastão de Limpeza. O trabalho será realizado das 7h às 15h e, para que ele ocorra, serão utilizadas “bombas costais”. “A escolha dessas unidades se deu porque elas recebem várias pessoas com dengue e esta iniciativa contribui para que o mosquito não pique uma pessoa contaminada e passe a dengue adiante”, pontua o supervisor.
À noite, por volta das 19h, a Semusa levará sua mostra de combate ao Aedes durante a realização do bingo da igreja do bairro Bela Vista. Será mais um momento de levar informação e destacar a necessidade de todos estarem mobilizados no combate a este mosquito.

 

 


Está previsto para amanhã uma ação em conjunto com a VLI, empresa que controla a Ferrovia Centro-Atlântica, a limpeza dos arredores das linhas férreas. De 8h às 17h, funcionários da VLI farão o reforço das ações de capina, limpeza e coleta de objetos descartados ao longo da linha férrea, com a ajuda de duas retroescavadeiras. Junto com agentes de saúde e integrantes da comunidade, eles também irão percorrer a área central da cidade e visitarão residências para promover a conscientização da população sobre a doença e os riscos de acumular lixo em casa e nas ruas. Serão distribuídos ainda panfletos informativos com dicas e cuidados para evitar a proliferação do mosquito.

 

 



Para recolher o material coletado nas ruas, casas e no entorno dos trilhos, serão disponibilizadas caçambas em oito cruzamentos de rua com a linha férrea. Moradores também podem fazer o descarte de lixo nesses recipientes, que ficarão à disposição da população até sexta-feira, nas seguintes passagens de nível: Gerdau, Mateus Leme, Flamengo, São Marcos, Esplanada, Contorno (atrás da oficina da VLI), Amazonas e bairro São José.

 

 

 

NOTIFICAÇÕES

Até o dia 17/02, o município de Divinópolis registrou 514 casos de dengue notificados, desse total, foram confirmados 68 casos. “Os bairros com maior índice são: o Serra Verde, São José e Realengo – todos acima de 30 casos notificados”, completa Francis.
A Semusa atua também em parceria com a comunidade, principalmente os líderes de bairro podem solicitar por meio do 37 3229 6870 a presença dos agentes de saúde e os demais serviços voltados para o combate à dengue desenvolvidos pela secretaria.
Cabe lembrar que o dever de combate à dengue não é somente do Governo, se a pessoa tirar apenas dez minutos de seu dia para fazer uma vistoria em seu imóvel, ela já estará contribuindo para o fim desse problema.

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.