sexta-feira, 3 de Junho de 2016 13:47h Atualizado em 3 de Junho de 2016 às 13:54h.

Divinaexpo já registra público de mais de 40 mil pessoas

As noites têm sido de muita adrenalina no Parque de Exposições! A segunda semana de atrações da 46ª Divinaexpo, desde o seu início, no dia 30, já registrou um público de mais de 40 mil pessoas

POR MARIANA GONÇALVES

mariana.goncalves@gazetaoeste.com.br

 

 

Hoje, quem comanda o principal palco do evento será a dupla Jorge&Matheus, os sertanejos irão mostrar aqui na cidade do Divino a nova turnê, “Como Sempre Feito Nunca”. Outros destaques da noite são os cantores Matheus e Kauan, donos dos hits “Que Sorte a Nossa”, “A Rosa e o Beija-flor” e “O Nosso Santo Bateu”, e a cantora Tuta Guedes, que irá fazer o show no trio elétrico com o projeto #TutaElétrica.

Além dos shows no palco, na arena, os competidores do Professional Bull Riders (PBR) prometem fortes emoções nas montarias em cavalos e touros.

Quem ainda procura por ingresso poderá garantir o seu na bilheteria montada na portaria do parque. Cabe lembrar que, para a meia-entrada, é necessária a apresentação da carterinha de estudante. Menores de 18 anos deverão estar acompanhados de pais ou responsáveis – ou então ter em mãos a autorização da Vara da Infância e Juventude.

A equipe do jornal Gazeta do Oeste está em parceria com o Sistema MPA de Comunicação, fazendo a cobertura de tudo o que acontece nas noites da Divinaexpo. Nesta edição, faremos um resumo do que já aconteceu desde o dia 31 no Parque de Exposições.

Na noite de ontem, os sertanejos Leonardo e Eduardo Costa fizeram o povo levantar poeira, durante a apresentação do projeto Cabaré II. O cantor Zé Felipe esteve pela primeira vez no evento, animando o público que curtiu o som no trio elétrico.

 

 

 

RODEIO

 

A Copa Panther Rozeta de Cutiano (CPRC), competição de montaria em cavalos cutianos teve início na quarta-feira (1). Até sábado, 30 competidores que fazem parte do ranking da CPRC e os cinco melhores da Divinaexpo 2015 disputarão uma vaga na etapa 2016 de Barretos. O vencedor deste ano, em Divinópolis, leva pra casa uma premiação em dinheiro. O terceiro round, marcado para hoje, será realizado às 20h. No sábado, o quarto round e a final estão marcados para começar às 19h30.

Hoje será realizado também o segundo round da etapa Professional Bull Riders (PBR), montaria em touros.

Por falar em montarias, nossa equipe entrevistou o comentarista Emilio Carlos dos Santos, conhecido no meio, por Kaká de Barretos, ele nos contou um pouco sobre a sua história no mundo do rodeio. “Comecei no rodeio ainda muito criança. Minha primeira função no rodeio era ‘catar garrafa’, tinha uns amigos da minha família que eram diretores dos Independentes, e naquela época não existia lata, e os independentes ficavam responsáveis pelos vasilhames, eu era um dos meninos que, sem remuneração, ajudavam a colher as garrafas pelo Parque de Exposições, depois fui promovido a levar troco para os meninos que vendiam ingresso. Em 1977, eu passei a fazer parte oficialmente dos Independentes – fui presidente por quatro oportunidades, passei por diversos cargos e até hoje estou na área, sempre aprendendo”, disse Kaká.

 

 

 

Kaká falou também sobre sua atuação no rodeio como comentarista das montarias. “Penso pelo fato de ter feito engenharia civil, às vezes você pode entender que não tem nada a ver, mas eu fui criado na fazenda, minha mãe queria que eu fosse engenheiro e meu pai queria que eu fosse fazendeiro, eu acabei sendo os dois, porque na engenharia você exercita muito o cálculo mecânico, e isso ajuda a você a ser perspicaz, ser rápido e detalhista. Com o tempo, você vai aprendendo, antigamente eu atrapalhava muito o locutor, falava demais, mas eu fiquei uns dez anos sozinho - foi uma função que eu inventei, porque comentar o rodeio para mim é um hobby que ajuda a pagar minhas contas, então sou uma pessoa muito privilegiada”, frisou o comentarista.

Em relação aos profissionais da arena, Kaká destacou o nível dos competidores brasileiros. “Os três tricampeões mundiais são brasileiros. Os brasileiros têm feito a diferença no rodeio mundial, eu penso até que, de vez em quando, o brasileiro tem que perder, porque se não vai ficar sem graça para os americanos. Estamos em um nível elevadíssimo, se você pegar os dez do ranking mundial, pelo menos seis são brasileiros”, afirma.

 

 

 

 

RODEIO II

 

Pela primeira vez, a Divinaexpo recebe Paulo Crimber, considerado o “atleta superação” em todo mundo, pelos seus títulos e pela sua história de vida dentro da modalidade. Paulo deixou a arena em 2008, devido a um grave acidente, mas a paixão pelo rodeio era tanta que o atleta se reinventou dentro do esporte, atualmente atua dentro das comissões de avaliadores do rodeio, ou seja, hoje Paulo é quem julga o desempenho dos competidores na arena. “Por já ter vivido muito tempo em cima do touro, eu desenvolvi uma facilidade de avaliar as montarias com um pouco mais de perfeição. Eu vivi isso tudo do outro lado, então sei diferenciar um touro mais difícil daquele mais fácil, são os mínimos detalhes, que às vezes nem são vistos, mas eu consigo identificá-los. Estudo montaria, estudo sobre boi, e isso hoje eu uso para avaliar”, explica.

 

 

 

 

ANIVERSÁRIO DA CIDADE

 

No dia 1 de junho - aniversário de Divinópolis, quem cantou os parabéns para a cidade no Parque de Exposições foram os irmãos Guilherme&Santiago. A simpática dupla concedeu entrevista à nossa equipe, confira:

“A relação do Guilherme&Santiago com Minas Gerais é muito boa, porque já é de longa data, temos muitas histórias. Em Divinópolis, temos grandes amigos, como por exemplo, o Waguinho, que é um dos empresários do Gino&Geno. Estar em Divinópolis nesta grande festa, que, inclusive, já estivemos aqui em outras vezes, é muito bom, e nesta ocasião de aniversário é melhor ainda”, disse Guilherme.

Santiago falou sobre os trabalhos da dupla, que já vem há 22 anos na estrada do sertanejo. “Temos, primeiramente, que agradecer a Deus pelo carinho que Divinópolis e toda região têm com a gente já há tantos anos. Gravamos em 2014 o DVD de 20 anos de carreira, ficamos muito felizes com o repertório, embora tenha ficado muitas músicas que também são especiais de fora, porque foi muito difícil selecionar as canções que fariam parte desse trabalho, mas estamos bem contentes com o resultado”, destacou o sertanejo, falando também sobre o aniversário da cidade. “Parabéns à cidade de Divinópolis, são 104 anos de história, e fazer parte disso é realmente muito bom”, encerrou.

 

 

 

WESLEY SAFADÃO

O palco principal do evento foi aberto com chave de ouro pelo sertanejo Wesley Safadão. O cantor, dono de hits de sucesso como “Camarote”, “Aquele 1%” e “Vou dar Virote”, esteve pela primeira vez na cidade e animou o público da Divinaexpo até altas horas da madrugada. “No passado, eu já tinha ouvido falar no maior rodeio de Minas Gerais, que é aqui da cidade de Divinópolis. Fiquei muito feliz quando vi que esse ano participaria do evento, e principalmente quando vi a data, eu seria o primeiro, então que responsabilidade hein?! Até mesmo com os outros artistas que vi que também estão na grade de shows! Isso me deixa muito feliz, só tenho a agradecer todo o carinho que estou recebendo, desde que pisei na cidade, eu fui bem recebido”, disse o cantor.

Ainda segundo Wesley, nesse ano, Minas Gerais será o Estado em que mais terá apresentações sua, o sertanejo mais uma vez agradeceu o carinho dos mineiros.

“Gosto de passar uma mensagem muito alegre para as pessoas, eu canto música de vários estilos, românticas, dançantes, aquelas para quem está na ‘sofrência’, com o coração machucado, daí já venho com uma pegada mais animada, então costumo dizer que, para as minhas apresentações, o público pode esperar de tudo, até mesmo nas músicas românticas eu procuro fazer isso de forma muito legal, muito mais atraente para o meu público”, encerrou Safadão.

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.