quinta-feira, 1 de Junho de 2017 09:18h Mariana Gonçalves

Divinópolis comemora 105 anos de emancipação política com diversas atividades na Primeiro de Junho

Hoje o dia amanheceu ainda mais especial, a Cidade do Divino está comemorando seu 105º aniversário de emancipação política, e as tradicionais festividades na Avenida Primeiro de Junho começam a partir das 8h. Nesta edição, 43 entidades, com aproximadamente 5 mil pessoas, desfilarão na avenida, de acordo com a comissão da Prefeitura responsável pela organização das festividades de aniversário da cidade.

Serão várias escolas, fanfarras, ONGs, secretarias municipais, torcidas organizadas, ciclistas, motociclistas, misses coordenadas pelo empresário José Alonso Dias, além das forças militares. A tradicional cavalgada, organizada pelo Clube do Cavalo, encerrará o desfile.

Conforme o cronograma, às 8h, antes do início do desfile, na rotatória próximo à Praça da Catedral, acontecerá a tradicional cerimônia de hasteamento de bandeiras. Participarão autoridades municipais e representantes das forças militares. A bandeira nacional será hasteada pelo prefeito Galileu Teixeira Machado, o vice-prefeito Rinaldo Valério fará o hasteamento da Bandeira de Minas Gerais e o presidente da Câmara Municipal, vereador Adair Otaviano, hasteará a bandeira de Divinópolis. Em seguida, a banda de música do 23º Batalhão de Polícia Militar, sob a regência do maestro capitão Oliveira, executará o Hino Nacional Brasileiro e o Hino de Divinópolis.

Ainda seguindo o cronograma, a ordem dos desfiles será: João Okada, Tiro de Guerra, Polícia Militar, Bombeiro Militar, Presídio Floramar, Miss Divinópolis e Miss Turismo, Unibiótica, Adefom, Semej, Semds, Semed, Escola de Música Maestro Ivan Silva, Projeto Fazendo Arte, Lions Clube Candidés e Pioneiro, Colégio Diamante (da Cidade de Oliveira), Diretoria de Relações Institucionais e Comunitárias, E.E. Prof Pinheiro Campos (Cidade de Oliveira), Escola Estadual Halim Souki , Escola Estadual Martin Cyprien, Escola Estadual Nossa Senhora do Sagrado Coração, Semusa – Samu, Fanfarra da Escola Estadual Ilídio da Costa Pereira, Escola Estadual São Francisco de Paula, Escola Estadual Dona Antônia Valadares, Escola Rosa Vaz de Araújo, E.E. Antônio Goncalves de Matos, Miguel Couto, Patronato Bom Pastor, Escola Manoel Corrêa Filho, Henrique Galvão, Hospital São João de Deus e Escola de Enfermagem, Doutores Palhaços, Associação do Teatro Bíblico Nova Jerusalém, Grupo de Escoteiros Frei Leão Rodrigues, Aventureiros, Desbravadores e Jovens da 10ª região.

Por fim, mas não mesmo importante, teremos o desfile do Mister Divinópolis, Movimento Gay de Divinópolis, Torcida Guaragolo, Associação Divinopolitana de Ciclismo, Tigres Asfalto Motocycles.

A CIDADE

A cidade originou-se do “Arraial do Espírito Santo da Itapecerica”, fundado pelo sertanista Manoel Fernandes Teixeira, em 25 de março de 1770, então no município de Pitangui. De meados do século XIX até sua emancipação, pertenceu ao município de São Bento do Tamanduá, que passou a se chamar Itapecerica, em virtude da Lei Imperial 2.995, de 19 de outubro de 1882. Através dela, D. Pedro II modificou o nome original, constituindo o distrito de Espírito Santo, que à emancipação denominou-se “Vila Henrique Galvão”. Este nome foi alterado novamente a 3 setembro de 1912, pela Lei Estadual 590, para “Vila Divinópolis”, que recebeu status de cidade em 18 setembro 1915, pela Lei Estadual 663.

Em 7 de setembro de 1923, Lei Estadual 843, teve seu território ampliado com a anexação do distrito de Santo Antônio dos Campos (Ermida), perfazendo a atual conformação do município. Divinópolis foi elevada à categoria de cidade em 18 de setembro de 1915, tendo sido a comarca instalada a 03 de maio de 1936.

© 2009-2020. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.