quarta-feira, 8 de Julho de 2015 10:54h Atualizado em 8 de Julho de 2015 às 10:58h. Mariana Gonçalves

Divinópolis irá ganhar mais moradias vinculadas ao Minha Casa Minha Vida

Os vereadores Rodyson Kristinamurt e Nilmar Eustáquio é quem estão liderando as discussões no município para que a cidade receba as moradias

Ao que tudo indica, as discussões do projeto que visa trazer para Divinópolis a construção de 800 casas vinculadas ao programa do governo federal Minha Casa Minha Vida caminham a plenos vapores. De acordo com o vereador Rodyson Kristinamurt, essa mobilização começou por meio do convite do ex-prefeito de Itaúna Eugênio Pinto ao parlamentar Nilmar Eustáquio, para que ele fosse o vereador referência dessa discussão em Divinópolis. Eugênio é membro do PT e está encabeçando a discussão sobre habitação com vários municípios da região Centro-Oeste.

“O Nilmar me procurou, sabendo da experiência que tenho como ex-supervisor aqui de Divinópolis da Companhia de Habitação do Estado de Minas Gerais (Cohab). Essa articulação então tem a participação do Nilmar, minha e do Kaboja, presidente da Câmara”, acrescenta Rodyson.

A intenção é que as habitações sejam construídas no Lagoa dos Mandarins. De acordo com Rodyson, serão moradias em construção vertical e estarão contempladas pela faixa II do Minha Casa Minha Vida. “Na última segunda-feira, estive na Cidade Administrativa, juntamente com o vereador Nilmar, participando de várias reuniões com os diretores de habitação, de cadastro, e construção do governo. O secretário estadual de Habitação, Alessandro Marques, sinalizou de forma positiva as condições de fazer esse projeto para o ano que vem, independente de sigla partidária. Até achei isso interessante, porque sou um vereador do PSDB”, diz o parlamentar.

 

PRÓXIMOS PASSOS

Para que de fato o município receba investimento das novas moradias, ainda é preciso seguir com alguns trâmites burocráticos. Uma reunião entre o secretário estadual de Habitação e o prefeito de Divinópolis, Vladimir Azevedo, está prevista para ocorrer dentro de no máximo 30 dias.

Será necessário redividir o tamanho dos lotes no Lagoa dos Mandarins, já que o modelo  habitacional implantado no bairro não será mais horizontal. “Vamos tentar agilizar o processo, nem para que a construção comece no início do ano que vem. Se tudo der certo e não esbarrar na burocracia, ainda mais porque precisamos fazer o reparcelamento de solo. Lá, os lotes estão numa divisão de 245 m², com construção vertical tem que mudar aquela concepção de loteamento e fazer uma nova planta, isso demanda tempo de planejamento e uma nova reestruturação do bairro. Mas já conversei informalmente com o prefeito e ele sinalizou com boa vontade e também prioridade nos ajudar a agilizar o processo de burocracia interna do cadastro imobiliário da Prefeitura, para trazermos essa conquista para Divinópolis que é muito importante. Temos uma demanda enorme de moradias ainda”, completa Rodyson.

 

OUTROS PROJETOS

Além das casas no Lagoa dos Mandarins, se tudo ocorrer da forma positiva como tem sido, ficaram abertas as possibilidades para novos outros empreendimentos de habitação. “Casas populares na zona rural e casas populares do Minha Casa Minha Vida faixa II direcionadas aos servidores públicos. Além disso, tentaremos agilizar a situação de mais de 200 mutuários que ainda não possuem documentação de imóveis localizados no Danilo Passos I e II”, finaliza o vereador.


Crédito: Rodyson - Assessoria Câmara

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.