quinta-feira, 18 de Junho de 2015 12:48h

Divinópolis vence 2º Prêmio SESI de Literatura

A industriária Carolina Braz Rabelo Diniz, representante da Distribuidora Amaral Ltda/FARMAX foi a vencedora do 2º Prêmio SESI de Literatura na categoria verso e levou o prêmio de R$ 6 mil, além da menção honrosa oferecida pela empresa DELP no valor de R$ 2.500. A competição, organizada pela FIEMG – Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais, através do SESI – Serviço Social da Indústria contou com 3 competidores de Divinópolis na etapa final, que aconteceu no último sábado (13), no Teatro SESI Minas, ocasião em que ocorreu ainda o lançamento do livro “SESI Literatura em Prosa e Verso”, com os textos dos 30 selecionados da primeira fase.

A disputa contou com 375 inscritos, representando 210 indústrias, de 61 municípios mineiros. De acordo com a Diretora do SESI de Divinópolis, JânuaCoeli Nogueira, a competição teve como objetivo motivar o trabalhador da indústria para a produção literária, incentivando e disseminando a cultura. “O SESI reconhece a importância da cultura como ferramenta para o desenvolvimento do cidadão e por isso acredita que deve ser incentivada também dentro da indústria, pois abre caminhos para que novos escritores mostrem seu trabalho literário, exteriorizando seu talento e sua criação artística. O tempo ocioso do trabalhador pode ser mais bem aproveitado com a leitura e quem sabe com a produção de belos versos e prosas”, afirma.

Para o Presidente da FIEMG Regional Centro-Oeste, Afonso Gonzaga, o Prêmio SESI de Literatura assume um importante papel de disseminação da cultura no ambiente industrial, contribuindo na formação da identidade ao trazer à tona toda a sensibilidade do ser humano. “Incentivar projetos como esse junto aos trabalhadores das indústrias é uma forma de fazer com que se sintam valorizados. A cultura tem uma função social que eleva a qualidade de vida dos trabalhadores. A vencedora está de parabéns.”, finaliza.
Os 15 candidatos da categoria Prosa e os 15 candidatos da categoria Verso foram selecionados pela Academia Mineira de Letras e terão seus textos publicados em um livro. A campeã dessa edição, Carolina Braz Rabelo Diniz, que é Analista de Trade Marketing da Farmax começou a escrever ainda criança e aos 9 anos já colecionava poesias. A escritora acredita que o incentivo à cultura no ambiente industrial e empresarial pode ser o estímulo necessário para a descoberta de vários talentos. “Desde o inicio achei a ideia fantástica! É maravilhoso imaginar que dentro da indústria temos espaço, não somente para a produção material em si, mas também para a produção literária. No ambiente tecnicista surgem expressões belas de arte, basta dar voz e vez aos trabalhadores”, defende. Carolina conta ainda que depois da participação no concurso, ao relatar aos colegas de trabalho a sua experiência, vários outros industriários se sentiram animados a participarem da competição no próximo ano. “As palavras sempre tiveram espaço especial no meu coração e na minha vida. A escrita é uma forma legítima de expressão dos sentimentos e das emoções”, finaliza.
Conheça a poesia vencedora:

Maria & João
Nas engrenagens do coração habitava a razão de tanto
sofrer.
João, que amava Maria, seu amor a ela não dizia por faltar-lhe
a coragem, o saber.
Do chão de fábrica de tudo ele entendia: processos,
resultados, produção e economia. Mas quando o assunto era
Maria, seu peito se calava e a mente adormecia.
Eis que num giro de turno inesperado, os dois se veem
trabalhando lado a lado. Sorte de Maria que por João um
amor também nutria.
Acaso ou providência?
Destino ali traçado de uma bela estória que a todos se falava
e eu, romântica, ouvia.

 

Leia Também

Imagem principal

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.