sexta-feira, 16 de Janeiro de 2015 09:05h Atualizado em 16 de Janeiro de 2015 às 09:21h. Mariana Gonçalves

Divinopolitano lança exposição “Sentimentos no risco do traço”

trabalho do desenhista divinopolitano William Henrique Teixeira poderá ser conferido a partir do dia 20 na exposição itinerante “Sentimentos no risco do traço”

Realizada em um primeiro momento na Biblioteca Pública Municipal Ataliba Lago, os trabalhos ficarão expostos até o dia 30. A partir daí a exposição segue para o Shopping Pátio Divinópolis onde fica de 2 a 27 de fevereiro. A mostra se encerra na Câmara Municipal de Divinópolis, onde fica entre os dias 2 e 6 de março.
A exposição reúne vinte trabalhos em grafite, lápis de cor e aquarelado. “É com imensa satisfação e alegria que venho convidar a todos para visitar a exposição itinerante ‘Sentimentos no risco do traço’. Venham prestigiar a arte de ilustrar”, diz Willian.
Segundo o desenhista o gosto pela ilustração veio ainda na infância e o talento foi sendo cultivado com o passar dos anos. A prova é que a exposição traz trabalhos que já foram criados há muito tempo pelo artista. “Sempre gostei de desenhar. A motivação para expor meus trabalhos veio do incentivo de uma pessoa muito especial que eu havia ilustrado. Fui arquivando meus trabalhos no decorrer dos anos e hoje vejo a exposição como uma forma de valorizar a arte e incentivar o nascimento de outros artistas na cidade”, destaca.
A típica frase “cada artista tem um trabalho prefere mais” não faz muito sentido para Willian, pois ele tem grande apreço por todas as suas criações. “Tenho um carinho muito especial por cada desenho que será exposto. São retratos de pessoas queridas que fazem parte da minha vida e de outras que admiro muito. Cada um deles desperta um sentimento diferente por eu ter feito cada um deles em épocas diferentes”, acrescenta.

 

SENTIMENTO
O papel não recebe somente traços, recebe ainda toda uma carga de sentimentos positivos. Segundo o desenhista, seus trabalhos significam o poder de representar a arte através de traços, formas, luz e sombras.
Willian tem em seu acervo retratos de famosos como Débora Falabella, Henri Castelli e Gisele Bündchen. Além dos famosos, o artista mantém desenhos de familiares e amigos, e até mesmo um autorretrato, concluído em dezembro passado.

 

O DESENHISTA
William é natural de Divinópolis, fez curso técnico em Vestuário no Cefet-MG e graduou-se em Design de Moda, pela Faced. Hoje, aos 27 anos de idade, possui sua própria marca de confecção. “Atuo no mercado como designer de moda, então, dentro da minha profissão, também utilizo da arte de ilustrar. Portanto, consigo conciliar muito bem a minha arte com minha profissão. Na verdade, uma complementa a outra”, afirma.
Quando questionado sobre a venda de seus trabalhos, o artista destaca que não pensa nas criações com foco financeiro. “Na verdade, nunca cobrei pela minha arte. Faço minhas ilustrações pelo simples prazer de ilustrar e retratar a beleza do ser humano. Desenhando eu me encontro na minha melhor sensação”, encerra Willian.

 

Crédito: Divulgação

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.