sexta-feira, 10 de Junho de 2016 12:54h Pollyanna Martins

Dois casos de gripe H1N1 já foram confirmados em Divinópolis

Mais de 45 mil pessoas foram imunizadas durante a campanha, que terminou no dia 20 de maio

POR POLLYANNA MARTINS

pollyanna.martins@gazetaoeste.com.br

 

Dois casos da gripe H1N1 foram confirmados em Divinópolis este ano. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde (Semusa), foram registrados 34 casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave, sendo dois confirmados como influenza A. Ainda segundo a Semusa, outros casos de H1N1 estão sendo investigados, mas a assessoria do órgão não informou quantos casos estão em análises.

O Ministério da Saúde iniciou a campanha de vacinação contra a influenza A no dia 30 de abril, e o público-alvo eram crianças de seis meses a menores de cinco anos, pessoas com 60 anos ou mais, trabalhadores de saúde, povos indígenas, gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), população privada de liberdade, funcionários do sistema prisional e pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis - as pessoas deste último grupo são mais vulneráveis a desenvolver a forma grave da doença. Em Divinópolis, a meta era vacinar 85,67% do público prioritário. Conforme a Semusa, o município vacinou 88,56% deste público. Ao todo, foram imunizadas 45.135 pessoas dos grupos prioritários.

 

 

A campanha, que chegou a ser encerrada no dia 20 de maio, mas foi retomada no dia 31 de maio, quando mais 1,3 mil doses de vacinas foram enviadas para o município. Após o encerramento da campanha nacional, o Ministério da Saúde recomendou a continuidade da vacinação aos estados que não atingiram a meta. Ficou a cargo dos estados e municípios, no entanto, avaliar se já tinham sido esgotadas todas as possibilidades de vacinação dos grupos-alvo. Conforme a Semusa, as doses extras foram ofertadas para a parcela dos grupos prioritários que não atingiram 100% de vacinação. Gestantes, crianças de seis meses a cinco anos, mulheres em período pós-parto e idosos ainda estavam sendo vacinados. Apesar da orientação do MS para a continuidade da campanha, em Divinópolis, a vacinação continua apenas para a 2ª dose de crianças, que devem receber esta dose na unidade onde recebeu a 1ª dose.

 

 

 

BRASIL

Conforme um balanço divulgado pelo Ministério da Saúde, mais de 47,6 milhões de pessoas já foram vacinadas contra a Influenza neste ano em todo Brasil. O número representa uma cobertura de 95,5% do público prioritário da campanha, composto de 49,8 milhões de pessoas. Ainda de acordo com o balanço, em Minas Gerais, 91,8% do público-alvo foi imunizado. "A vacina é segura e é a principal arma para a gente reduzir as complicações, casos graves e óbitos decorrentes da gripe, assim como evitar contaminar as pessoas que convivem conosco e que podem ser suscetíveis a complicações”, alertou a coordenadora do Programa Nacional de Imunizações (PNI) do Ministério da Saúde, Carla Domingues.

 

 

 

CASOS DA DOENÇA

Neste ano, até 30 de maio, foram registrados 4.704 casos de Influenza de todos os tipos no Brasil. Deste total, 3.978 foram por Influenza A (H1N1), sendo 764 óbitos, com registro de um caso importado (o vírus foi contraído em outro país). Os dados constam no Boletim Epidemiológico de Influenza do Ministério da Saúde. Dos casos confirmados de H1N1 em Divinópolis, nenhum evoluiu para óbito. As crianças que tomaram a vacina pela primeira vez neste ano devem retornar aos postos de saúde para aplicação da 2ª dose até o dia 20 de junho.

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.