quarta-feira, 23 de Setembro de 2015 13:52h

Educação divinopolitana é a 5º do País, aponta Istoé

Consultoria analisou os avanços do município para elevar a frequência e qualidade das políticas públicas

A educação foi um fator determinante para Divinópolis chegar ao 35º lugar no anuário “As Melhores Cidades do Brasil 2015”, publicado pela Revista Istoé, em parceria com a consultoria Austin Ratings. O levantamento inédito, envolveu os 5.565 municípios brasileiros e a educação do município ficou em 5º lugar.

Um dos fatores utilizados pela consultoria para determinar os avanços do município foi analisar na cidade elevada frequência de crianças e jovens na escola. Segundo a Secretária Municipal de educação, Rosemary Lasmar, após cinco faltas consecutivas do aluno, os país são chamados. “Pedimos aos nossos diretores para ficarem atentos e procurarem as famílias antes de precisar acionar o Conselho Tutelar. As escolas mandam bilhetes, ligam para casa das crianças e em casos mais graves os funcionários se deslocam até a casa do aluno. Em alguns locais de vulnerabilidade onde a incidência de faltas eram maiores nos procuramos fazer parcerias com órgãos da prefeitura como o Centro de Referência de Assistência Social (Cras) e Centro Especializado de Assistência Social (Creas), que organizam reuniões em conjunto com a escola e família. Percebemos que tal esforço tem surtido resultados positivos”, disse a secretária.

Outro grande destaque da educação de Divinópolis é a certificação conferida pelo Ministério da Educação: o “Selo Município Livre do Analfabetismo”. A premiação foi conquistada após o cumprimento da meta de universalizar a educação atingindo 96% de alfabetização de jovens e adultos. O selo foi instituído por meio do Decreto nº 6.093, de 24 de abril de 2007, o qual determinou a entrega do título aos municípios, que atingirem mais de 96% da população alfabetizada, com base nos dados do Censo Demográfico do IBGE.

Em destaque, somam-se os diversos projetos de incentivo à leitura desenvolvidos na rede municipal e a nota 6,4 alcançada no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB), valor superior a média estadual (5,9) e nacional (5,0).

De acordo com a Secretária Municipal, Divinópolis é a primeira cidade de Minas e a uma das poucas no Brasil que tem um cargo de diretor pedagógico. O profissional auxilia os professores na elaboração e diversificação de suas aulas. Busca alternativas junto aos professores para trabalhar os conteúdos propostos de forma mais efetiva, clara e que possa atingir os alunos, melhorando e facilitando o processo de ensino-aprendizagem. Os alunos da inclusão que precisam de acompanhamento têm uma educadora individual. Em Divinópolis, existem seis Centros Municipais de Educação Infantil (Cmei´s) Proinfância com sede própria funcionando, nos bairros Danilo Passos, Lagoa dos Mandarins, Candidés, Antonieta Fonseca, São Roque e Santo Antônio dos Campos (Ermida).

Com investimentos de R$ 90 milhões no ano passado, a Prefeitura de Divinópolis construiu novas escolas, 14 passam por manutenção e a segurança aumentou na rede municipal. Projetos como Minha Cidade Lê ganhou destaque em Minas Gerais e o Pré-Vestibular Popular atendendo 1,1 mil jovens divinopolitanos neste ano. A tecnologia chegou às escolas e a cidade ficou livre do analfabetismo com as propostas da Secretaria Municipal de Educação, que coordenou e elaborou todo o planejamento com reconhecimento estadual e nacional para atender os 15 mil alunos divinopolitanos.

Em 2015, a Prefeitura de Divinópolis entregou as escolas do Bairro São Roque e Ermida para atender 460 crianças. De 2009 à 2014 já foram entregues seis unidades educacionais e até 2016 serão outras duas no Jardinópolis e Jardins das Oliveiras. Neste ano, a primeira escola em horário integral foi inaugurada no Bairro Lagoa dos Mandarins.

O prefeito Vladimir Azevedo afirma que a educação do município é de qualidade, vitoriosa e motivo de orgulho pela participação popular no rumo do ensino municipal.
“Estamos qualificando nossas crianças e preparando elas para a vida. Trabalhar educação é de fato fazer uma cidade esperança. Nossa educação é vitoriosa e motivo de orgulho para a cidade”, destacou Vladimir.


Créditos: Juliano Vilela

Leia Também

Imagem principal

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.