domingo, 2 de Outubro de 2016 17:03h Agência Brasil

Em São Paulo, 179 pessoas são presas por crimes eleitorais

Até por volta das 15h de hoje (2), 179 pessoas foram presas em todo o estado de São Paulo por desrespeito à lei eleitoral

O maior número de prisões ocorreu na cidade de Taboão da Serra, na Grande São Paulo, onde 67 pessoas foram presas por boca de urna. Em Sud Mennucci, a segunda maior em número de prisões no estado, 25 pessoas foram presas também por boca de urna.

Na capital paulista, quatro pessoas foram presas, uma delas um eleitor que quebrou uma urna eletrônica ao jogá-la ao chão e chutá-la, na Escola Municipal de Ensino Fundamental Professor Ricardo Vitiello, seção eleitoral 246, na região do Capão Redondo. Outras três pessoas foram presas na capital por boca de urna.

Um candidato a vereador foi preso na cidade de Pereira Barreto por boca de urna. Em Osasco, em Botucatu, em Ibaté e em Junqueirópolis, quatro outros candidatos a vereador  também foram presos pelo mesmo motivo. Em Santo Antônio da Posse e em Tupã, dois candidatos a vereadores foram presos por divulgação de propaganda no dia da eleição.

De um total de 93.313 urnas, 397 foram substituídas em todo o estado, segundo o Tribunal Regional Eleitoral. Desse total de urnas substituídas, 72 estavam na capital paulista.

Leia Também

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.