terça-feira, 15 de Fevereiro de 2011 00:00h

Emoção marcou o domingo no Parque de Exposições


Choro, gritos de alegria, desmaios e muitos sentimentos tomaram conta do público durante o sorteio do “Divino Lar”

Sarah Rodrigues

O sorteio das 1.272 casas do programa municipal “Divino Lar”, foi marcado por fortes emoções. Os candidatos a receberem uma casa estavam cheios de expectativa e os contemplados mal conseguiam segurar a emoção. O processo ocorreu sob a cobertura do castelo de cristal e todas as pessoas ficaram atentas ao sorteio.

Segundo o coordenador do programa em Divinópolis, o vice prefeito Francisco Martins, o programa foi realizado da melhor maneira possível. “A gente vê com muita ansiedade, mas muita felicidade. Acho que estamos fazendo tudo da forma correta, realizando um sorteio com a máxima imparcialidade possível. Se Deus quiser veremos muitas famílias saírem daqui com o sonho da casa própria realizado, porque uma vez sorteada aqui a pessoa pode ter certeza que a casa será entregue”.

O coordenador disse ainda que o atual governo tem a meta de que até o final do mandato 2000 casas tenham sido entregues aos divinopolitanos. “Nós temos que esperar novos programas do Governo Federal, e não uma interseção junto ao governo. O governo federal tem o anseio, já foi lançado o PAC 2 e então terá o “Minha Casa, Minha Vida 2”. E assim que for aberto o programa, Divinópolis irá se credenciar para fazer parte”,afirmou Francisco.

O engenheiro da Construtora Ávila Reis, Sebastião Fernandes disse que a construtora é responsável pela construção de dois dos conjuntos. Segundo ele 463 casas serão entregues em maio deste ano, ao final do ano serão entregues mais 311 e em maio de 2012 serão terminadas mais 498. “Nós estamos fazendo dois conjuntos, o que iniciou primeiro se chama “Residencial Vila Roseiras” e é localizado no bairro Padre Eustáquio com prazo determinado para terminar agora em maio. O outro se chama “Elizabete Nogueira” se iniciou depois e seu término está previsto entre agosto e setembro deste ano.”

As casas têm 39.5 m² e no segundo conjunto habitacional 10 casas têm 54 m² , estas são destinadas aos deficientes físicos.“No “Elizabete Nogueira” dez casas são destinadas aos deficientes físicos e estas casas são maiores, pois exigem uma área maior para locomoção de cadeira de rodas, possuem rampas e portas maiores”.
Para a construção dos três conjuntos habitacionais serão investidos cerca 45 milhões de reais.

Segundo Tarcisio Antônio Lopes, gerente regional da Caixa Econômica Federal a empresa é responsável por ser executora do projeto. “A Caixa participa do programa, ela é delegada pelo Ministério das Cidades como agente executora do programa. Segundo ele, após o sorteio a Caixa também age.” Após o sorteio, as famílias contempladas vão entregar a documentação para a prefeitura, que vai montar um dossiê, uma pasta de cada família e irá encaminhar para a Caixa, que faz as pesquisas, confere se a família sorteada já não tem um benefício habitacional anterior, observa se a renda está enquadrada no programa e se tudo estiver certo, assim que os conjuntos ficarem prontos a Caixa vai chamando as famílias para a entrega dos imóveis”,disse.

SORTEIO
Um telão foi instalado para que os candidatos pudessem acompanhar de perto o sorteio. O locutor divulgava o nome dos contemplados assim que apareciam na tela. Cada vez que um nome aparecia a expectativa aumentava, no terceiro nome divulgado um grito surgiu no fundo do espaço.Karina Morais dos Santos foi a contemplada, ela entrou no grupo dos idosos e a emoção foi muito grande. “Nossa, ganhar uma casa é muito bom, sem explicação.

A minha vida vai mudar ,a gente não vai pagar mais aluguel. Moro com meus avós e se eles não ganharem vão morar comigo.Valeu a pena todo o esforço”,conta.

O segundo grupo a ser sorteado foi dos deficientes. O marido de Carmem Pires foi sorteado e a emoção da família foi tanta que eles tiveram que sair para tomar água. “Meu marido ganhou, nós entramos no grupo dos deficientes, porque ele e minha filha têm uma deficiência de escoliose e minha menina tem deficiência mental. Estou muito emocionada, muito feliz, tive até que beber água para não sofrer um infarto. Agora estou na expectativa de receber uma casa nova”, disse a contemplada.

Outra beneficiada que entrou no quesito de deficientes foi Fabiana dos Santos Fernandes, que mal conseguia segurar a emoção. “Me sinto feliz, a minha casa foi a vigésima a ser sorteada e vai sair muito rápido”.

Aos prantos Maria Helena da Costa Pio nem conseguia falar quando percebeu que havia sido sorteada.. “Estou chorando de alegria, é emoção demais. Acabei de ganhar uma casa! Estou feliz, e mal posso esperar para entrar na minha casa”, contou emocionada.

Jéssica Fernandes de Souza também chorou desesperadamente ao ver seu nome no telão. “Entrei no grupo de quatro e cinco critérios e estou muito emocionada. Pago aluguel e tenho uma filha de um ano e oito meses, tudo o que eu precisava para ser feliz era a minha casa. Nunca desisti de ganhar, sempre pedi a Deus que se fosse para mim, que me concedesse a minha casa, nem acredito”.

Márcia Aparecida Santos conta que teve que ir aos painéis instalados no Parque para conferir se seu nome estava realmente na lista. “Ganhei a casa número 318 e não estou acreditando até agora. Já fui lá conferi o meu nome e não estou acreditando, precisava tanto, esperei a minha vida inteira. Pagava aluguel há nove anos”, relata.

A penúltima a ser sorteada, Juliana dos Santos Jorge ficou muito emocionada ao ver seu nome no telão. “Eu preciso demais de uma casa, o dono da casa que eu moro já pediu para eu sair. Já tem muito tempo que pago aluguel”, conta.

SORTEADOS
As pessoas sorteadas receberão em sua residência uma carta notificando sua situação. Para saber se foi sorteado basta acessar o site da prefeitura: www.divinópolis.mg.gov.br

Leia Também

Imagem principal

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.