sexta-feira, 8 de Janeiro de 2016 08:52h Mariana Gonçalves

Empresa divinopolitana desenvolve aplicativo para recarregar celular sem sair de casa

Uma empresa divinopolitana disponibilizou para uso da população a ferramenta que permite recarregar seu aparelho celular, sem precisar sair de casa

O empresário, Leandro Gontijo, explica como funciona o aplicativo, intitulado ‘Super Recarga’.
“O aplicativo já está em funcionamento desde o início de dezembro de 2015, já estamos com mais de 700 downloads. Você consegue baixar ele pela Play Store, ainda não está disponível para o sistema iOS, provavelmente estará mais ao fim do ano.
Pelo aplicativo, você pode pagar a recarga no cartão de crédito, em outros locais, por exemplo, você só faz a recarga pagando em dinheiro, então você ganha um prazo de até 40 dias (dependendo da data de vencimento do cartão) para, de fato, pagar pela recarga”, destaca.
Leandro garante que o aplicativo é seguro, principalmente porque não armazena os dados bancários dos usuários. “O aplicativo armazena só o nome do usuário, telefone e e-mail, exatamente para não corrermos o risco de a rede ser invadida e os dados bancários roubados. Contratamos um serviço próprio de segurança para isso, uma empresa que já é credenciada pelas bandeiras de cartão de crédito”, assegura.
O aplicativo aceita para pagamento os cartões Master, Visa Elo, Diners e Discover. A ferramenta ainda não possui a opção de parcelar o valor do crédito colocado no celular, portanto, as recargas serão cobradas na fatura no valor integral, ao qual foi adquirido o crédito.
Atende as operadoras: Oi, Tim, Claro, Vivo, CTBC e Nextel.

 

NECESSIDADE

De acordo com o empresário, a demanda do aplicativo veio principalmente por parte das pessoas que precisavam recarregar o celular, mas não queriam sair de casa somente para fazer isso. “Alguns bancos hoje oferecem por meio de seus sites a possibilidade de recarga, mas essas plataformas oferecem, em sua grande maioria, somente a opção de pagamento em débito. Então, nosso propósito é trazer comodidade e facilidade para o usuário, se ele não tiver dinheiro, ou mesmo se não tiver como passar a recarga no débito, ele pode comprar no crédito, utilizando o cartão, por exemplo, do pai, mãe ou outra pessoa que ele queira”, afirma.
O aplicativo não é ‘pesado’ para download. Cabe destacar que para funcionar, o usuário precisa estar conectado à internet.

 

AMPLIAÇÃO

Futuramente, Leandro diz que outros serviços serão incorporados ao aplicativo, tais como recargas para televisão a cabo. “As pessoas querem comodidade para fazer suas compras e serviços. Hoje, os dispositivos móveis se tornaram quase que uma extensão do seu corpo, você tem cabeça, membros, tronco e celular”, acrescenta o empresário.

 

Créditos: Mariana Gonçalves

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.