sexta-feira, 14 de Fevereiro de 2020 12:40h Portal G37

Equipe de Robótica do Sesi Divinópolis participará em Contagem de torneio Estadual First Lego League.

E equipe Bazinga! 73 embarca hoje para Contagem-MG onde participará do torneio nos dias 15 e 16 de fevereiro.

O Sesi é o operador oficial do Torneio de Robótica, em parceria com a instituição norte-americana FIRST e o Grupo LEGO Education (Dinamarca), cuja metodologia de ensino é aplicada tanto nas aulas de robótica quanto de forma multidisciplinar.
O ensino da robótica é trabalhado já nos anos iniciais na Rede Sesi. Os pequeninos exploram em grupos as construções, que envolvem engrenagens, eixos, ângulos, dentre outros conceitos que já aprendem desde cedo de forma lúdica. A partir dos 8 anos, iniciam as noções de programação, sensores e motores.


Sobre o torneio


Criada em 1998 pela FIRST – uma organização não governamental – em parceria com o Grupo LEGO, a competição propõe que estudantes sejam apresentados ao mundo da ciência e da tecnologia de forma divertida, por meio da construção e programação de robôs feitos inteiramente com peças da tecnologia LEGO. No Brasil, desde 2013, o Sesi é a instituição responsável pela organização do torneio (etapas regionais e nacional).
Em cada torneio, os estudantes precisam realizar quatro tarefas. Uma delas é o Desafio do Robô, quando os estudantes colocam os robôs de LEGO para cumprir determinadas missões. Para realizar as tarefas, o robô pode capturar, transportar, ativar ou entregar objetos na mesa de competição. Tudo de forma lúdica, simulando situações reais. As equipes têm direito a três rounds, de 2 minutos e 30 segundos cada, para execução.
Os robôs, projetados e construídos pelos próprios alunos, também são avaliados na categoria Design do Robô. Os times podem utilizar sensores de movimento, cor, toque, controladores e motores. Os juízes levam tudo isso em consideração, além da estratégia e programação.
Conta pontos ainda o Projeto de Pesquisa com uma solução inovadora sobre o desafio da temporada. A solução é apresentada para os outros competidores e o público visitante nos torneios, e será avaliada pelos juízes. Por fim, na categoria Core Values, os estudantes precisam mostrar que sabem trabalhar em equipe.


Sobre a temporada City Shaper


E se você pudesse construir um mundo melhor para o futuro, por onde começaria? Esse é o grande desafio proposto pela FLL – FIRST® LEGO® League nesta temporada, chamada City Shaper, lançada mundialmente em 1º de agosto de 2019.
Nossas cidades enfrentam grandes problemas de mobilidade, acessibilidade, desastres naturais, etc. A ideia é explorar a inteligência, expertise e criatividade dos estudantes para desenvolverem um projeto que ajude a construir cidades cada vez melhores para as próximas gerações. Por meio de uma competição saudável, os times precisam praticar o Core Values, valores que norteiam a FLL.

Apesar de ser denominada como uma competição de robótica, a FIRST® LEGO® League vai muito além da criação e construção de robôs.
A tecnologia é aliada a resolução de problemas da vida real, ou seja, os jovens são desafiados a “pensar fora da caixa”, utilizando a automação, robótica e programação computacional em prol de um bem maior, desta vez, na solução de algum problema nas cidades grandes.

 

Sobre o projeto de pesquisa apresentado pela Bazinga! 73


A Bazinga! 73 desenvolveu um protótipo de um aplicativo a ser criado, chamado de Acessibilidade Divinópolis, onde pessoas com dificuldade de locomoção (cadeirantes, deficientes visuais, amputados, etc) saberão pela tela do GPS qual a condição das calçadas por onde pretendem passar, se tem obstáculos como falta de pavimentação, árvores no meio do caminho, buracos, rampas de garagem, etc. E os colaboradores voluntários podem “alimentar” esse sistema com informações para que essas pessoas consultem futuramente. O aplicativo conta ainda com outras funcionalidades, como comandos de voz para deficientes visuais e informações de linhas de ônibus acessíveis.
A equipe Bazinga! 73 é composta pelos competidores: Otávio, Luiza, Ana Luiza, Matteo, Camila, Rafael e Pedro; e pelos  técnicos Eduardo Costa e Patrício Silva. Eles irão competir com outras 35 equipes do estado.

© 2009-2020. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.