sábado, 20 de Maio de 2017 08:13h Nayara Leite

Escola Estadual Miguel Couto completa 70 anos

A escola é uma das mais antigas escolas de Divinópolis

Os 70 anos da Escola Estadual Miguel Couto serão comemorados em grande estilo, na sede na instituição. Foram convidados pais, alunos, funcionários, além de ex-alunos e ex-diretoras. A comemoração será hoje (20) e terá inicio às 8h.

A Banda de Música da Polícia Militar executará o Hino Nacional juntamente com os alunos. Serão expostas fotografias históricas da Escola Miguel Couto, uma das mais antigas escolas de Divinópolis. Durante o evento de comemoração dos 70 anos, pessoas que trabalharam na escola no passado darão depoimentos.

Aderlane Amaral Alves trabalha na Escola Miguel Couto há 12 anos, atualmente é diretora e explica que o aniversário oficial foi no dia 1º de maio, mas a comemoração acontecerá hoje, data escolhida para reunir toda a comunidade escolar.

HISTÓRIA

Miguel Couto nasceu no Rio de Janeiro, em 1865, e faleceu, também no Rio, em 1934. Formado em Medicina, também foi escritor, professor e político. Foi um médico bastante atuante nas questões sociais e em auxílio dos necessitados.

Participou da Academia Nacional de Medicina e Associação Brasileira de Educação. Hoje seu nome é usado em escolas, hospitais e outras instituições como forma de homenagem.

A ESCOLA

A história da Escola Estadual Miguel Couto começou em meados de 1939, no bairro Catalão, com o nome de “Escola Urbana do Bairro Catalão”, a dirigente da época era Alzira Corrêa Guimarães. Em 1940, a instituição passou a se chamar “Escolas Reunidas do Bairro Catalão”.

Posteriormente, a escola passou a se chamar “Grupo Escolar Miguel Couto”. De acordo com a diretora Aderlane, infelizmente não há registros completos da época, o que impossibilita identificar com certeza a data que esta mudança aconteceu. “Mesmo com os fragmentos da história da escola perdidos, tem muitas pessoas que se formaram aqui e voltaram e se tornaram professores", destacou Aderlane.

Já em 1947, Grupo Escolar Miguel Couto se instalou em uma única sala do Grupo Escolar Padre Matias. A diretora e professores explicam com muita tristeza que documentos, fotos e quaisquer registros dos anos 50 e 60 são poucos e que muitos detalhes da história da Escola Miguel Couto se perderam com o passar do tempo.

Em 1977, a Escola Miguel Couto foi instalada em sua sede própria, no bairro Ipiranga, onde permanece até hoje. Eram apenas 3 turmas (A, B e C).

A professora de História, Terezinha Aparecida Faria, está há 21 anos na Miguel Couto e relembra que em 1997 trabalhou, com participação dos alunos, os acontecimentos históricos da instituição em comemoração aos seus 50 anos. Já o professor de artes, Otavio, foi aluno da Miguel Couto e escolheu, após se formar, a escola para lecionar.

Atualmente, são 12 salas e mais de 800 alunos, divididos em 3 turnos, manhã, tarde e noite. Totalizando 26 turmas, inclusive uma em período integral.

© 2009-2020. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.