quarta-feira, 14 de Outubro de 2015 11:04h Atualizado em 14 de Outubro de 2015 às 11:06h. Thais Fernandes

Escola Joaquim Nabuco realiza gincana beneficente

No ultimo sábado (10), foi finalizada a, já tradicional, Gincana Solidária da Escola Estadual Joaquim Nabuco, com recorde de arrecadação

A Escola Estadual Joaquim Nabuco finalizou no último dia 10, a sexta edição da Gincana beneficente, com recorde de 16 Toneladas de mantimentos. A gincana foi realizada com a coordenação do diretor, Roberto Rodrigues, e com a participação de cerca de 600 alunos da escola, que foram divididos em 5 equipes, definidas por cores, onde disputavam entre si para conseguir o maior numero de pontos, com premiações simbólicas para os vencedores.
Além da arrecadação, a gincana, que deu início há seis semanas, contou com jogos e brincadeiras que estimulam o aprendizado e o raciocínio lógico dos alunos, com diferentes níveis de pontuação. A prova que os alunos mais ganharam pontos foi a arrecadação dos mantimentos.
Os alunos literalmente vestiram a camisa da gincana, se esforçando muito, com roupas nas cores de sua equipe, hinos, e até paginas nas redes sociais. Recolheram as provisões em suas casas, bairros e com a ajuda das redes sociais, chegaram ao montante de mais de 16 toneladas, entre alimentos e produtos de higiene pessoal. A equipe vencedora desse ano foi a verde, com 38.079 pontos, e irá ganhar como prêmio um dia em um sítio.
As doações foram distribuídas entre 16 instituições filantrópicas da cidade. Entre as entidades beneficiadas estão a Associação de Combate ao Câncer Centro Oeste de Minas (ACCCOM), Vila Vicentina, Sociedade São Vicente de Paula (SSVP), Centro Espirita Maria de Nazaré, Servos da Cruz, entre outras.
Segundo informações, o primeiro ano do evento arrecadou 3ton, em 2014, cerca de 10ton, mostrando que a gincana a cada ano que passa se fortalece, auxiliando cada vez mais instituições, servindo de exemplo para a cidade.
Desde o inicio do projeto, há 6 anos, a gincana conta com empresários parceiros que apoiam a causa, como o empresário Matheus Costa, que auxilia na organização e distribuição das arrecadações. “Eu auxiliei na organização do evento, em encher os caminhões, auxiliei com minha presença e apoio no carregamento dos materiais” comentou.
Matheus informou que várias instituições da cidade necessitam de eventos como esse para conseguir se manter no final do ano. Que os alunos necessitam dessa “Aula de cidadania” para se tornar os cidadãos exemplares no futuro, transformando Divinópolis numa cidade solidária, e de amor ao próximo.

 

Créditos: Divulgação

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.