sexta-feira, 6 de Março de 2015 10:18h Lorena Silva

Escola Livre de Teatro realiza primeira reunião do ano hoje

Na ocasião, serão definidas as turmas para o curso completo oferecido pela instituição

A Escola Livre de Teatro (NEAC), que há 22 anos trabalha com a formação de atores em Divinópolis, promove hoje, a primeira reunião geral do ano. Na ocasião serão definidos - juntamente com os alunos - os dias e horários do curso completo oferecido pela instituição, o modo como irá ocorrer os trabalhos, assim como as possíveis datas de festivais. O encontro ocorre às 19:30h, na sede do NEAC, e é aberto à todas as pessoas que tenham o interesse de realizar o curso.
De acordo com o diretor da escola, Markus Marques, a ideia do primeiro encontro é fazer com que os próprios alunos consigam decidir entre si os melhores dias para as aulas. “Só o infantil não tem como, porque é sempre na sexta-feira, às 18h. Inclusive, esse horário foi até indicado por uma psicóloga, que falou para eu colocar nesse dia porque as crianças já estão cansadas da escola a semana toda e estão se preparando para o final de semana. Então, o teatro vai deixar a criança mais para cima, mais relaxada”, explica.
Segundo Markus, o curso dura até o final de 2015 e possui mensalidades com preços acessíveis, sendo que é possível, ainda, que o aluno consiga receber desconto. Durante o decorrer do curso serão apresentadas duas mostras – uma no meio e outra no final do ano. “Depois que fecharmos os núcleos, a gente ainda dá uma oportunidade para as pessoas que não puderam vir nesse primeiro dia, vir e fazer a inscrição”, esclarece o diretor.

 

MÉTODOS
Desinibição, concentração, interpretação e improvisação. Segundo Markus, esses são os quatro principais eixos que servem de base para as aulas oferecidas pelo curso, sempre levando em consideração a formação do ator. “O ponto principal é teatro. Se no teatro envolve uma oficina em que só se trabalha com o drama, eu vou fazer ações dramáticas. Se envolve também comédia, vamos trabalhar com comédia. Depois é que vou ver a situação em que o aluno se encontra para ver o que ele vai fazer no palco.”
Apesar de ser focado na prática, no qual são repassadas noções básicas – como luz e a relação de objetos e corpo em cena - o diretor explica que o curso também alia questões teóricas. “Eu converso com o aluno sobre a consciência de saber sobre a história, sobre a parte teórica. Indico os livros que ele vai ler e fico na expectativa dele fazer isso. E o resultado é legal, porque de vez em quando tem alguém comentando ‘ah, porque Stanislavski [Constantin Stanislavski] pensa dessa forma, ou, esse exercício é baseado em Augusto Boal’”, relata.

 

SANGUINHO NOVO
No final de março, o NEAC também promove o encerramento do projeto Sanguinho Novo, que é realizado periodicamente pela escola e tem o objetivo descobrir novos talentos para o teatro, oferecendo oficinas e atividades que desenvolvam diversas técnicas teatrais. As apresentações vão do dia 22 a 29 de março e ocorrem no Teatro Usina Gravatá, em Divinópolis.
No dia 22, haverá quatro apresentações, começando às 14h, com o espetáculo “A Menina e o Gnomo”, que conta uma história encantada, sobre uma montanha mágica e o desejo de uma menina de salvar o mundo que está cada vez pior. Em seguida, serão apresentados os espetáculos “O Caso da Borboleta Atíria”, às 16h e “O Menino que Adivinhava”, às 18h – ambos são adaptações de obras da coleção Vaga-Lume.
Já às 20h, a peça representada é “No Mundo do Nada”, cujo texto é de Markus Marques e conta a história de crianças que resolvem colorir um mundo que estava totalmente escuro. No dia 23, o espetáculo apresentado é “Tutu à Francesa”, às 19:30h. No dia 24, “ Bastidores Mexicanos” e no dia 25 “Jambalaya Disco Clube”, também às 19:30h. Para encerrar, no dia 29 de março são apresentados três peças – “Vestidos para Enganar”, às 15h, “O Santo Milagreiro”, às 17:30h e “Todo Mundo e Minha Sogra”, às 19:30h.
Os ingressos antecipados podem ser adquiridos diretamente no NEAC – somente no período da noite -, que fica na Rua Pernambuco, 461, 3º andar, no Centro, pelo valor de R$ 10. Ou ainda pelos telefones (37) 3212-8435 e (37) 8801-8102.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.