terça-feira, 4 de Setembro de 2012 12:26h Mariana Gonçalves

Escola Mineira de Aviação inicia atividades em Divinópolis

A intenção é para que já no próximo mês, a Escola Mineira de Aviação funcione. De acordo com Altamirando Ribeiro Silva, a cidade foi a que melhor se mostrou adequada

A intenção é para que já no próximo mês, a Escola Mineira de Aviação esteja pronta para funcionar. De acordo com Altamirando Ribeiro Silva, sócio proprietário da escola, a cidade foi a que melhor se mostrou adequada a receber o projeto. “Antes de instalarmos a escola aqui em Divinópolis, visitamos várias outras cidades do Estado, e concluímos que aqui era o local ideal para a instalação da escola, por vários Fatores”, conta.

 


A previsão é que neste mês sejam feitos os últimos ajustes no local e nas aeronaves. O proprietário conta que inicialmente a frota adquirida foi de 10 aviões:  “O César 152 é um avião norte americano. Um avião que foi fabricado para este tipo de formação de piloto, que faz parte do curso básico de formação de piloto, para adquirir o brevê”, diz Altamirando Ribeiro.

 


A equipe Gazeta, esteve no aeroporto Brigadeiro Cabral, onde a escola irá funcionar. O local conta com uma ampla estrutura, tanto para comportar as aulas teóricas, quanto as práticas.

 


O ambiente foi preparado inclusive para receber os alunos que vierem de fora da cidade, o bloco da escola é constituído de dois andares. No segundo irão funcionar alojamentos masculino e feminino.

 


Para facilitar o aprendizado das teorias, os alunos irão contar com a ajuda de um simulador de voo. Segundo o proprietário o aluno passa primeiro pelo curso teórico e em seguida pelo curso prático.

 


Ao final de cada módulo, os alunos irão passar por uma prova de avaliação para classificar o aprendizado e saber se a pessoa pode passar para a próxima etapa  “O curso teórico será de 277 horas aulas, com mais ou menos 5 matérias.  Em seguida o aluno faz o curso prático com 40 horas de voo” afirma o proprietário da Escola Mineira de Aviação.

 


As salas de aula têm capacidade para no máximo 40 alunos, e um dos principais desafios que o proprietário diz se empenhar ao máximo para fazer é trazer o público feminino para a aviação, já que as mulheres estão se mostrando  interessadas também por este mercado.

 

 

QUEM PODE FAZER

 


Pessoas maiores de 18 anos e com o ensino fundamental completo podem participar. Mas, devem passar por um exame de saúde, que é realizado em locais autorizados pelo Ministério da Aeronáutica.

 


Logo que a escola estiver pronta para o funcionamento, isto é, já tendo em posse o certificado da Agência Nacional de Aviação Civil as matrículas serão abertas. De acordo com Altamirando Ribeiro, o curso básico dura de quatro a seis meses, no final com a emissão do Brevê (documento necessário para pilotar aeronave) e tem um custo aproximado de R$18 mil.
 

Leia Também

Imagem principal

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.