sábado, 17 de Janeiro de 2015 05:55h Atualizado em 17 de Janeiro de 2015 às 05:59h.

Escritora divinopolitana lança o terceiro livro na próxima semana

“A Força da Vida: Trindade” é dedicado aos pais e filho da autora

No prefácio do livro “A Força da Vida: Trindade”, de Helenita Dias Pontes, o autor de cordel Olegário Alfredo define a escritora como “uma múltipla dos ofícios e orifícios enigmáticos [...] e que tem a poesia como alívio para os mais ardentes fardos da vida diária”. Com a poesia – e seu consequente alívio – ela produziu o terceiro livro da sua carreira, cujo lançamento ocorre no próximo sábado, no Espaço Cultural Tia Elza, a partir das 20h. A entrada é franca.
Durante o evento, além do coquetel de lançamento do livro, haverá apresentação musical da própria Tia Elza, além de convidados. Na ocasião, o livro da autora também estará disponível para a venda. “Esse momento é de extrema importância e prazer. Oportunidade única de reunir e rever amigos e parentes. Sem dizer na emoção de estar lançando meu terceiro livro”, destaca a escritora.

HOMENAGEM
“A Força da Vida: Trindade” é um livro de poesias que, segundo Helenita, não tem um viés religioso. Foi escrito como uma forma de homenagear os pais da autora e o filho, Ígor Xavier Pontes. “Então é o tríduo, né? Eu falo que é Deus em mim, é da minha família. Essa homenagem e a dedicatória do livro foram para o meu filho. E logo no início [do livro] tem uma [foto em forma de] pirâmide, onde estão meu pai, a minha mãe e meu filho”, conta Helenita.
A inspiração para o título da obra veio do quadro “A Força da Vida”, feito por um artista conhecido da autora, chamado Walace. A imagem também serviu como ilustração para a capa. No livro, a primeira parte reúne poesias escritas pela autora e a segunda parte aquilo que ela chama de “dedo de prosa”. Já a terceira parte é dedicada a textos de algumas amigas da autora que também escrevem. “Chamei algumas amigas que também escrevem e que ficavam com essas poesias guardadas na gaveta. E falei ‘vamos fazer, vamos publicar’.”
Para a escritora, o lançamento do livro é também uma forma de fomentar ainda mais o cenário cultural de Divinópolis e incentivar o hábito da leitura. “Quero que o pessoal tenha essa consciência de que é preciso ler. A pessoa precisa formar uma cultura. Esse país só vai poder mudar através da educação e realmente a leitura tem muito a ajudar”, conclui.


A AUTORA
Helenita deu início a sua carreira literária em 1983, quando recebeu dois diplomas em concursos literários com as obras “Utopia”, em versos, e “Ilusões”, em poesia. Participou também de obras coletivas, como “Antologia poética de cidades brasileiras”, em 1986 e “Nova poesia brasileira e contos brasileiros”, em 1988. Individualmente, a autora publicou os livros “Trans forma ação”, em 1985 e “Candeia”, em 2007.
A escritora é natural de Conselheiro Lafaiete (MG), mas já residiu em Sabará, Belo Horizonte e atualmente vive em Divinópolis. Formou-se em Direito em 1989, Psicologia em 1998 e é pós-graduada em Direito Empresarial.

 

Crédito: Lorena Silva

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.