terça-feira, 9 de Junho de 2015 10:29h Atualizado em 9 de Junho de 2015 às 10:46h. Mariana Gonçalves

Espaço que concentra Teatro Gravatá e a Escola de Música terá portões fechados durante a noite

O projeto de reforma do Teatro Usina Gravatá e da Escola de Música Maestro Ivan Silva inclui o fechamento do espaço em que estão concentrados estes imóveis

Segundo o secretário municipal de Cultura, Bernardo Rodrigues, o local receberá portões que serão trancados todos os dias após os espetáculos noturnos e abertos às 5h do dia seguinte. A medida visa promover maior segurança destes equipamentos culturais.

Entre os serviços já executados, está a troca de telhas quebradas, consertos de calhas, o revestimento de uma das colunas internas que teve de ser refeito e o reparo de rachaduras. “Compramos iluminação nova para a parte externa do teatro. Estamos em uma limpeza profunda do espaço, principalmente com a manutenção de poltronas, que está acontecendo. Ainda vamos fazer a compra de outros equipamentos de luz, equipamentos de som, e também temos a manutenção de todo o revestimento do local, por causa do problema de infiltração que vem do solo. Por ser um terreno úmido, essa situação não tem como corrigi-la de vez, então o jeito é sempre reparar na medida em que for ficando muito danificado”, acrescenta Bernardo.

O secretário chama a atenção para a conscientização da população quanto aos cuidados com os imóveis. Principalmente no Teatro, o fato das pessoas entrarem comendo prejudica muito, porque o alimento cai no chão, as pessoas pisam e isso faz com que o carpete, além de sujo, fique danificado. As poltronas também merecem cuidado especial. Como o próprio nome já diz, os acentos servem para acomodar o público, crianças não devem pular em cima das cadeiras, e nem ter outra atitude que seja de mau uso com o equipamento.

Os artistas devem cuidar dos camarins. Bernardo diz que dentro do espaço reservado para as companhias se arrumarem para o espetáculo, a falta de cuidado deve ser algo que não pode mais continuar acontecendo. “A manutenção do Teatro e da Escola de Música é uma atividade permanente nossa, o que estamos fazendo nesse momento é um reparo mais intenso. Aproveitamos essa semana que não tinha nada agendado no teatro para fazer esse serviço. Para o final do ano, vamos concluir a parte de revestimento acústico interno. Mas a agenda de espetáculos não será prejudicada”, destaca o secretário.

 

ESCOLA DE MÚSICA

O lado externo da Escola de Música já está recebendo a pintura, logo que essa for finalizada os trabalhos passam para a parte de dentro da escola. “Já teve alguns reparos na parte elétrica, vamos ter a pintura e agora estamos em um trabalho mais voltado para o desenvolvimento pedagógico da escola. Estamos comprando livros, comprando equipamentos”, completa Bernardo.

 

 

Crédito: Mariana Gonçalves

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.