quinta-feira, 31 de Dezembro de 2015 02:18h Atualizado em 31 de Dezembro de 2015 às 02:27h. Pollyanna Martins

Esteticista ensina como cuidar da pele no verão

A estação mais quente do ano é propícia para o aparecimento de manchas na pele

A estação mais quente do ano chegou, e chegou com tudo. O calor parece mais forte e, por isso, o cuidado com a pele deve ser especial. Nesta estação, é propício o aparecimento das indesejáveis manchas e um bom aliado para que a sua pele não seja danificada é o protetor solar. A esteticista Vanessa Camargos, que já ensinou como cuidar da pele no inverno, fala sobre os cuidados específicos que devemos ter agora no verão. “Os cuidados com a pele agora no verão deve ser redobrado, mas é diferente dos cuidados que se tiveram no inverno. Agora o sol é mais quente, a exposição ultravioleta é maior, então tem que aplicar filtro solar com FPS maior, de preferência de 3 em 3 horas, ou mesmo se não estiver exposto ao sol aplicar três vezes ao dia”, ensina.
Vanessa explica que, além das manchas, é comum também o aparecimento de micoses na pele. Uma dica para evitar esses fungos: o ideal é não deixar a pele molhada de suor. “Se a pessoa estiver com a pele muito molhada, como por exemplo, axilas e pés, ela pode estar sujeita a ter micose. Viu que suou demais, o ideal é secar, ou então passar uma água no corpo e secar bem”, ensina. Por falar em “passar uma água no corpo”, os cuidados na hora do banho também são fundamentais para ter uma pele saudável nesta estação. A esteticista indica banhos de água morna à fria, pois a água quente desidrata a pele, e a bucha vegetal deve ser usada apenas uma vez na semana, para não produzir o efeito rebote na pele, ou seja, desidratá-la. Os cuidados pós-banho também são essenciais e não podem ser deixados de lado. “Depois do banho não pode esquecer-se de usar hidratante, para manter a hidratação da pele, principalmente joelho, cotovelo, pés, calcanhar e mãos”.
Uma parte do corpo que merece atenção especial, mas muitas vezes passa despercebida, são as mãos. Conforme Vanessa, esta parte do corpo precisa de cuidados, pois a pele é sensível e envelhece com rapidez. “As mãos ficam muito expostas e as pessoas sempre se esquecem delas. Muitas vezes a gente passa hidratante no corpo inteiro, mas as mãos ficam para trás. Às vezes a mão te fala uma idade, mas a pessoa tem outra. É importante passar protetor solar nas mãos também”, ressalta. Outra orientação importante que a esteticista dá é sobre os fatores a serem pesquisados na embalagem do protetor solar. Segundo Vanessa, deve ser olhado o fator de proteção UVA e UVB. “A proteção do UVB é aquele FPS que vem indicado na embalagem, que é de 15, 20, 30 e outros; e a proteção contra os raios UVA é o PPD. Eles são indicados em cruzes na embalagem. Quanto mais cruzinhas, maior é a proteção”, esclarece.
A esteticista reforça que, após ir ao mar, a piscina ou praticar esportes, é necessária a aplicação do protetor solar. “Mesmo que o protetor venha indicando na embalagem que é resistente à água, é para reaplicar, porque a pessoa suou e, com isso, a ação do protetor solar diminui”. Vanessa alerta sobre um dado importante da Sociedade Brasileira de Dermatologia, que mostra que mais de 100 mil casos de tumor na pele surgem todo ano. “É um número alto, então não pode descuidar. Se for fazer uma atividade ao ar livre, passa o protetor solar, e reaplica depois. Evitar a exposição ao sol entre 10h e 16h, que é o horário que o sol está mais forte. Usar roupas de algodão, porque ela retém 90% dos raios ultravioletas, ou seja, ela protege mais a sua pele, do que os tecidos sintéticos”, orienta.

 

BRONZEAMENTO
No verão, a tendência é ficar bronzeada. Pele dourada e marquinha de biquíni são o que muitas mulheres querem nesta estação, mas Vanessa alerta para ter cuidado com os bronzeamentos naturais que estão na moda. “Esses produtos usados são mais fortes. Quem faz esse tipo de bronzeamento tem que ter certo cuidado, porque uma pessoa com a pele mais clara gasta um tempo, uma pessoa com a pele mais morena vai gastar outro, então se o profissional deixar o mesmo tempo exposto ao sol os dois tipos de pele, na pele mais clara ele pode causar até queimaduras, por exemplo. Tem que procurar um bom profissional para fazer este tipo de bronzeamento”, alerta.
Outro fator que influencia no bronzeamento é a alimentação. Conforme a esteticista, os alimentos à base de carotenoides e betacarotenos são substâncias encontradas em frutas e legumes alaranjados que agem diretamente na pele. “Essas substâncias prolongam o bronzeado. Para quem quer ficar bronzeada é o ideal. Um suco de melancia com cenoura, ou cenoura com laranja podem ser feitos todos os dias para conservar o bronzeado. Essas substâncias são depositadas na pele e quando o sol bate, elas retêm a absorção dos raios, e fazem com que a pele fique dourada e bronzeada”, detalha.

 

TRATAMENTOS
Se você abusou do sol, não usou o protetor solar e apareceram as indesejáveis manchas na pele, o ideal é esperar até o inverno para fazer os tratamentos à base de ácidos. De acordo com Vanessa, o peeling químico ou de diamante, que retiram manchas da pele, não são indicados nesta estação do ano. “Tem que evitar tratamentos na pele com produtos químicos, porque pode manchar a pele por causa do sol, que é muito forte. Se a pele manchar, depois essa mancha é difícil de tirar. Tratamento com peeling é totalmente contraindicado. Os tratamentos com ácidos, produtos químicos e depois a pessoa fica direto no sol não são indicados. Agora é época que aparecem manchas, se não cuidar, vai ter que esperar o inverno chegar para tirá-las”, explica.

 

Créditos: Reprodução

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.