quinta-feira, 3 de Novembro de 2011 10:49h

Exportações caem drasticamente em Divinópolis

No mês de setembro as exportações de Divinópolis caíram 54,21%. Esse dado foi revelado em comparação com o mês de agosto desse ano, totalizando o valor de US$ 4.257.782. Acompanhando a movimentação das exportações, a entrada de produtos estrangeiros no município também se revelou em queda, com -17,95%, somando US$ 2.012.279. Esses dados são do Núcleo de Pesquisas Econômicas da Faced (Nupec).
Somente entre os meses de janeiro e setembro, as exportações no município se concentram basicamente em produtos derivados do ferro. No município 47,44% das exportações se referem às barras de ferro e aço. Em segundo lugar ficou o ferro fundido com 45,81% da fatia de exportações. Os demais produtos exportados pelo município, entre eles o vestuário, representam os 8% restantes.

 

 

EXPORTAÇÕES


Quando se fala em exportações, os Estados Unidos figuram como principal parceiro comercial do município. No total, os norte americanos são responsáveis por 24,88% do que é exportado em Divinópolis. De acordo com o Nupec nossa balança comercial com os Estados Unidos é bastante favorável, uma vez que exportamos um montante de US$ 42.011.252 e importamos US$ 1.249.423 no mesmo período do ano.
A Argentina representa mais de 15% das exportações divinopolitanas. Logo atrás estão China e Chile com 12,20% e 8,73% do que é exportado. Emirados Árabes e Taiwan também figuram na lista dos países que mais exportam da cidade do divino.

 

IMPORTAÇÕES


Entre os meses de janeiro a setembro deste ano, as importações divinopolitanas somaram US$ 18.231.669. O Nupec destaca que no mesmo período do ano de 2010 o total de importações foi de US$ 21.393.342. Em 2011, o produto recorde de importações foi o arroz com 9,86%. Fios de cobre e tecidos de malha também figuram como os produtos mais importados.
A China é a campeã das importações divinopolitanas, representando 40,92% do total. Depois dos chineses, o país que mais vendeu produtos para Divinópolis, entre janeiro a setembro foi o Paraguai com US$ 1.687.981, totalizando 9,26% das importações. O segundo maior importador é a Argentina com 8,53% da venda de produtos para Divinópolis. Chile e Taiwan também figuram na balança de importações divinopolitanas e em último lugar no ranking estão os Estados Unidos com 6,85% da fatia.

Leia Também

Imagem principal

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.