Exposição Ubuntu pelo Dia da Consciência Negra é aberta no Centro Administrativo em Divinópolis.

21 NOV 2020

Foi aberta nesta sexta-feira (20/11), Dia Nacional da Consciência Negra, a segunda edição da exposição “Ubuntu - Sou o que sou pelo que nós somos” realizada pela Secretaria Municipal de Cultura. Participam da exposição, servidores de diversas secretarias municipais, que foram escolhidos para representar os servidores negros.


A mostra está localizada no hall do Centro Administrativo da Prefeitura de Divinópolis e contém fotos e um breve currículo de 10 homenageados e ficará disponível no local até terça-feira (24/11), depois seguirá para outras secretarias.

O nome da exposição se refere a uma ética ou ideologia da África que foca nas alianças e relacionamento das pessoas umas com as outras. A palavra vem das línguas dos povos Banto; na África do Sul nas línguas Zulu e Xhosa. Ubuntu é tido como um conceito tradicional africano. Uma tentativa de tradução para a Língua Portuguesa poderia ser "humanidade para com os outros". Uma outra tradução poderia ser "a crença no compartilhamento que conecta toda a humanidade".

 

Uma tentativa de definição mais longa foi feita pelo Arcebispo Desmond Tutu: “Uma pessoa com ubuntu está aberta e disponível aos outros, não preocupada em julgar os outros como bons ou maus, e tem consciência de que faz parte de algo maior e que é tão diminuída quanto seus semelhantes que são diminuídos ou humilhados, torturados ou oprimidos”.

Quem não puder ver pessoalmente a exposição, a cada dia, foto e depoimento dos homenageados serão postados nos perfis oficiais da Prefeitura de Divinópolis no Facebook e no Instagram.

Foram homenageados e fazem parte da exposição:

Alex de Oliveira – auxiliar de serviços desde 2004. Trabalhou na Semsur, na Secretaria de Agronegócios, Semusa. Formado em Educação Física, na Secretaria de Esportes atuou como professor de zumba, natação e vôlei.

Anderson Luiz Silva – Empossado em agosto de 2008 como agente de operação e fiscalização de trânsito e transportes função esta exercida deste a entrada, até o momento.

Andreza Germano – Foi admitida em agosto de 2000 como agente de administração e depois, aprovada em um segundo concurso, tomou posse em novembro de 2009 como agente sanitário fiscal de saúde.

Giselli Silva - Foi admitida em junho de 2005 com enfermeira. Atuou na área no Centro Social Urbano (CSU), Centro de Saúde Ipiranga. Há 12 anos está na Estratégia de Saúde da Família Oswaldo Machado Gontijo.

Márcia Aparecida Cecílio - Tomou posse como bibliotecária em junho de 1995 e de imediato foi trabalhar na Biblioteca Pública Municipal Ataliba Lago, onde atua até hoje.

Marcos Antônio Vilela Crispim - Foi admitido como bibliotecário em 1995. Trabalhou por um ano na Biblioteca Pública Ataliba Lago e há 24 anos trabalha no Arquivo Público Municipal de Divinópolis.

Ramos Martins de Jesus – Entrou para a Empresa Municipal de Obras Públicas e Serviços (Emop) em 2001 como oficial de serviços – pintor, tendo sido líder de equipes de trabalho. Atualmente atua na Semsur.

Regina Célia - É professora de carreira, já aposentada em um cargo e na ativa no segundo cargo desde 1995. Atualmente trabalha na recepção do Centro Administrativo da Prefeitura onde, em breve, encerrará sua atividade como servidora pública.

Regis Jhonatan Morais Gonçalves – Ingressou como auxiliar de serviços em 2008 tendo trabalhado na Divitrans e na Secretaria de Administração onde está desde 2013, agora atuando na Folha de Pagamento.

Sônia Regina dos Santos – É servidora pública há 24 anos como auxiliar de serviços, tendo atuado em praticamente todas as secretarias. Atualmente trabalha no Cresst.

© 2009-2020. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.