sexta-feira, 1 de Julho de 2011 19:41h Atualizado em 4 de Julho de 2011 às 15:27h. Sarah Rodrigues

Famílias preferem terceirizar serviço doméstico

Mulheres são as que mais contratam profissionais

A maioria das famílias sempre necessita de serviços domésticos. Trocar lâmpadas, consertar o chuveiro, trocar as torneiras, bater pregos são tarefas geralmente atribuídas aos homens da casa. Contudo, nem sempre eles gostam de fazer este serviço. Algumas mulheres que moram sozinhas ou em repúblicas também encontram dificuldades em realizar tais tarefas, sempre chamam os vizinhos, amigos, primos e outros. Percebendo esta diferenciação algumas empresas decidiram investir no mercado.


Mesmo pesquisadores da Universidade de Massachusetts alegando que as mulheres têm uma precisão até 10% maior do que os homens, principalmente para realizar as tarefas, as ‘mulherzinhas’ não querem pegar no batente. O mesmo estudo enfatiza que isso só é válido para quando o ambiente está claro. Se a martelada acontece no escuro, os homens são até 25% mais certeiros.


De acordo com uma pesquisa realizada pelo Instituto Data Popular, 26 milhões de famílias brasileiras pretendem fazer algum tipo de reforma até o final de 2011. Já segundo levantamento publicado pela Abramat (Associação Brasileira de Materiais de Construção), as vendas de materiais de construção no mercado interno cresceram 12,14% em 2010, em relação a 2009.


A estudante Pâmela de Oliveira conta que mora em uma república há dois anos e sempre precisa contratar profissionais para realizar serviços. “Quando é para trocar lâmpada e problemas simples a gente chama o vizinho, mas se o caso é chuveiro, chamamos um eletricista. Sempre contratamos um profissional ou um serviço especializado”, contou.


Por isso empresas decidiram entrar no segmento de prestação de serviços. Divinópolis recebe na próxima segunda feira (04), a franquia Praquemarido que atende às necessidades do mercado de manutenção predial em residências, escritórios e comércios. Até o momento, a Praquemarido já conta com quatro franquias em Minas Gerais e prevê a abertura de mais 10 unidades até o final do ano.

Com uma proposta simples, baseada na competência técnica e simpatia de seus profissionais, a  Praquemarido vem se destacando há oito anos no mercado de  manutenção predial e reformas residenciais e comerciais, um setor carente de profissionais comprometidos e qualificados.
De uma maneira bem-humorada e irreverente, seus profissionais são denominados “Maridos”, de acordo com cada especialização. O cliente em potencial da Praquemarido é amplo e engloba donas de casa, altos executivos e empresas que necessitam de uma prestadora de serviços séria e comprometida com prazos e reformas prediais de todos os níveis.


O Maridaço é o famoso multitarefa. O Marido Elétrico é um profissional qualificado em elétrica e preparado para qualquer tipo de instalação ou adequação. O Marido Básico é aquele que faz todas as pequenas instalações e reparos. Se o cliente precisar de um bombeiro hidráulico deve pedir pelo serviço do Acqua Marido. O Marido Aquarela é especializado em pintura de ambientes habitados. E o Marido Compensado é o marceneiro em domicílio, para pequenos reparos em marcenaria.

Dessa forma, os “Maridos” atendem desde os serviços básicos, como pequenos reparos e montagens, instalações elétricas e hidráulicas e retoques em pintura, até os mais complexos, como reformas completas, desenvolvimento e execução de projetos elétricos e hidráulicos, pintura em ambientes habitados, marcenaria, confecção e instalação de projetos para áreas externas (deck, pergolados e gazebos), projeto de iluminação para jardins, entre outros.

Leia Também

Imagem principal

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.