terça-feira, 31 de Março de 2015 10:13h Atualizado em 31 de Março de 2015 às 10:17h. Lorena Silva

FCA desenvolve projeto para treinar profissionais com unidade móvel

Carreta que foi elaborada em Divinópolis segue hoje para treinar profissionais em Uberaba

Um projeto desenvolvido pela VLI, empresa de logística que controla a Ferrovia Centro-Atlântica (FCA), promete colaborar para que a capacitação de profissionais que atuam na companhia seja ainda mais fácil. A ideia é utilizar uma carreta, chamada de Unidade Móvel de Treinamentos, para percorrer diversas cidades do país, atendendo a demandas isoladas da empresa e oferecendo o treinamento aos profissionais.
Atualmente, grande parte dos empregados da FCA recebem a capacitação no Centro de Especialização e Desenvolvimento (CED), que fica localizado na Oficina de Manutenção de Locomotivas e Vagões de Divinópolis. De acordo com o supervisor do CED, Marco Túlio Hudson, com o novo projeto, o intuito é que diminua a necessidade de que os profissionais se desloquem até o município para receber a capacitação.
“Nós temos muitos empregados espalhados em oito estados brasileiros. Muitos deles conseguimos trazer para Divinópolis para serem treinados. Mas tem um público muito específico que a gente não consegue retirar da localidade, então a gente precisa de levar o treinamento até essas pessoas. Aí surgiu a ideia da unidade móvel, que é a carreta de treinamento”, explica o supervisor. Ainda hoje, a carreta segue para Uberaba – primeira cidade a receber o novo projeto. Em seguida, o treinamento será oferecido em Paulínea, no interior de SP.

TREINAMENTO
Dentro da carreta, uma área é reservada ao ensino da parte teórica do treinamento. Em outra sala, há dois simuladores de operação de trens e em um terceiro espaço abriga os computadores que serão utilizados no processo. Segundo Marco Túlio, a ideia é que a partir de 2016 a carreta seja modular, ou seja, a ideia é que ela seja equipada conforme a necessidade do local para onde vai se deslocar.
No veículo, será possível oferecer treinamentos de formação de maquinistas, treinamentos na área de manutenção de locomotivas, de manutenção de vagões e manutenção de via permanente – ou manutenção de linha. “Em uma proporção menor, obviamente, todos os treinamentos que a gente executa aqui dentro do CED em Divinópolis a gente vai executar na carreta. Mas proporcionalmente, é menor. Porque a maior parte dos treinamentos ainda vão continuar acontecendo aqui no CED”, esclarece Marco Túlio.
De acordo com o supervisor, aproximadamente 10% do treinamento que hoje é oferecido pela companhia vai ocorrer na Unidade Móvel de Treinamentos. No ano passado, por exemplo, 1.300 pessoas foram treinadas no CED e em 2015, esse número deve passar para 1.400. Na carreta, a expectativa é que 126 profissionais sejam capacitados durante esse ano.
Com relação aos profissionais, Marco Túlio conta que a maior parte é do próprio município. “Aqui em Divinópolis, nós temos quatro instrutores que são da cidade e que ministram treinamentos aqui e que vão viajar com a carreta. Mas também temos um instrutor fora, que fica sediado em Uberaba e que também vai trabalhar no veículo.”
PROJETO
Segundo o supervisor, o processo de aquisição da unidade móvel começou em março do ano passado, quando surgiu a ideia do projeto, em Divinópolis. “Começamos com essa ideia em março, adquirimos a carreta, conseguimos concluir a aquisição do veículo em dezembro, devido a vários procedimentos legais e fiscais. Em janeiro desse ano, ela chegou pra gente e a gente começou o processo de transformação da carreta, de reforma, de adaptação, para ficar pronto hoje”, conclui.

 

Crédito: Lorena Silva

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.