sexta-feira, 18 de Maio de 2012 15:09h Atualizado em 18 de Maio de 2012 às 15:40h. Marina de Morais

Federais entram em greve em Divinópolis

Professores do Cefet criaram um blog como forma de comunicação entre os docentes sobre a greve.

Professores da Universidade Federal de São João del-Rei, campus Dona Lindu, em Divinópolis e do Centro Federal de Educação Tecnológica (Cefet) de Divinópolis entraram em greve ontem. Ambas manifestações não possuem previsão de retorno de atividades. Professores do país inteiro também aderiram à paralisação, que buscam melhores condições trabalhistas.
De acordo com documento divulgado pelo Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior (Andes), que foi aderido pelos docentes da UFSJ, a greve tem duas principais pautas: “a) pela reestruturação da carreira docente, prevista no Acordo 04/2011, descumprido pelo Governo federal, com valorização do piso e incorporação das gratificações, b) pela valorização e melhoria das condições de trabalho docente nas IFES [Instituições Federais de Ensino Superior]”. Profissionais da instituição confirmaram a greve em Divinópolis.

Já os professores do Cefet ainda não quiseram se posicionar sobre o assunto frente à imprensa. Eles apenas decretaram o estado de greve e afirmaram que a justificativa é a precariedade das condições de trabalho no processo de expansão.

Os professores do Cefet criaram um blog para se comunicarem e atualizem sobre a greve. No endereço eletrônico (http://informesprofessorescefetdiv.blogspot.com.br), os professores oficializam a aderência à greve que ocorre em todo o país. No blog há a seguinte citação, postada ontem: “Na manhã desta quinta-feira, os docentes do Cefet-MG/Divinópolis decidiram aderir à greve dos professores das Insituições Federais de Ensino. Foram formados grupos de trabalho para o encaminhamento das propostas aprovadas, tais como a comunicação à direção do campus local; produção de um blog com notícias sobre o movimento; articulação para a vinda de representante do Sindcefet [sindicato da classe]para a reunião de segunda-feira com os professores; marcação de uso da "Tribuna Livre" da Câmara Municipal e visitas a parlamentares federais e estadual do município. Após a Assembléia dos Professores, representantes do DA [Diretório Acadêmico] e do Grêmio puderam discutir com os presentes os motivos do movimento e as possíveis formas de apoio. Ps.: Ficou agendada uma reunião para a próxima segunda-feira. O horário da mesma está dependendo da confirmação da vinda de um membro da diretoria do Sindicefet”.

No Cefet, as pesquisas, supervisão de estágio e Olimpíadas de Física, que serão realizadas no próximo sábado, 19, continuaram em atividades normais. Demais atividades estão suspensas e greve é por tempo indeterminado.

No documento divulgado pela Andes, há ainda a informação de que “a greve deve ser to tamanho de nossa [dos professores] indignação”.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.