sexta-feira, 24 de Julho de 2015 12:29h

Férias escolares movimentam Parque da Ilha

O Parque Ecológico Prefeito Dr. Sebastião Gomes Guimarães (Parque da Ilha) no período de férias recebe famílias que buscam lazer na extensa área verde local com quadras de esporte, pista de cooper, parque e pista de skate

A Prefeitura de Divinópolis, pela Secretaria Municipal de Educação, promove atividades no espaço, que a cada dia atrai mais visitantes.

 

A coordenadora da Sala Verde, Tânia de Oliveira, confirmou que a integração entre as Secretarias de Educação e Operações Urbanas, além do constante apoio da Polícia Militar, incentivaram o Parque da Ilha a receber novos visitantes.

 

“A comunidade sente-se mais segura e vem visitando o parque, que está bem cuidado. As Secretarias de Educação e Operações Urbanas interagem entre si para deixar o Parque da Ilha limpo e seguro para os frequentadores praticarem esportes, brincarem, andarem de bicicleta e fazerem piquenique. A Polícia Militar vem sempre por aqui para trazer mais segurança”, explicou Oliveira. A coordenadora também disse que projeto da Sala Verde deixa livros de história dispersos debaixo das mangueiras para incentivar a leitura dos frequentadores.

 

A comerciante Nilce Ferreira, 54 anos, levou os netos para brincarem no Parque da Ilha e elogia a estrutura. “O Parque da Ilha é excelente. As crianças podem brincar e divertir-se; ficamos tranquilos no amplo espaço. Quem frequentar o local também precisa conservá-lo para outras pessoas se divertirem também”, comentou.

 

O morador do bairro Manoel Valinhas Cledson de Freitas disse que o espaço oferece integração e diversão. “O Parque da Ilha é espaço bom para as pessoas interagirem entre si. Muitas famílias fazem piquenique no local, e os brinquedos atraem as crianças. Hoje temos espaço que a Prefeitura de Divinópolis desenvolveu para as famílias se divertirem”, destacou.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.