sábado, 10 de Janeiro de 2015 05:18h Atualizado em 10 de Janeiro de 2015 às 05:22h. Lorena Silva

Festa em homenagem a São Sebastião começa hoje

Começa hoje em Divinópolis a tradicional festa que homenageia São Sebastião

As comemorações ocorrem na igreja dedicada ao santo, que fica no bairro Afonso Pena, e tem início às 18h45, com oração do terço pelo Grupo do Terço da Sagrada Família. Logo após a oração haverá uma carreata com a imagem de São Sebastião pelas ruas do bairro.
Em seguida, às 19h30, será celebrada uma missa com o pároco Geraldo José Maia. “Essa missa é chamada de missa do envio, celebrada para poder estar entregando a Jesus os nossos trabalhos, as nossas ações durante todo o movimento da novena”, explica uma das coordenadoras da festa, Maria José de Souza Borges.
Para receber os fiéis até o dia 20 – quando é celebrado o dia do santo –, na manhã de ontem funcionários e pessoas da comunidade trabalhavam montando a estrutura da festa. Alguns colocavam as tendas que darão cobertura ao telão que vai reproduzir as missas na área externa à igreja e também servirão para acolher as barraquinhas – que vão funcionar todos os dias após as missas.

NOVENA
Com início amanhã, a novena em homenagem a São Sebastião está programada para acontecer com a oração do terço pelo Apostolado da Oração, diariamente às 18h45, seguida de celebração de missa, às 19h30. Já para o dia do santo, em 20 de janeiro, a programação está prevista para começar logo cedo, às 6h, com alvorada festiva. Às 7h e às 9h haverá missas com a celebração dos padres Fhilipe Fernandes e Cristiano Alisson, respectivamente.
Já às 15h, será celebrada uma missa de unção dos enfermos, com o padre Edmar Antônio. As comemorações terminam à noite, com uma caminhada comunitária com a imagem do santo em torno da igreja e pelas ruas do bairro, às 18h45, e com a celebração da missa, às 19h30. “Logo após, uma grande festa com as barraquinhas e show com uma banda”, conta Maria José.

FÉ E DEVOÇÃO
Maria José conta que, como a festa já virou tradição na comunidade, sempre são esperadas muitas pessoas para homenagear o santo. Segundo a organizadora, a igreja sempre fica lotada, tanto na área interna quanto na externa, onde fica o telão e é visível a devoção dos fiéis. “É muito emocionante ver as pessoas com a fé aqui. E eu sou suspeita para falar, porque estou participando da festa há muitos anos e já vi e senti as graças acontecerem na minha vida, uma atrás da outra”, declara.

HISTÓRIA
Conta a história que São Sebastião era um soldado que teria se alistado no exército romano e, após conquistar a simpatia dos imperadores Diocleciano e Maximiano, teria se tornado capitão da guarda pessoal. No entanto, a sua conduta pacífica com os prisioneiros cristãos levou o imperador a julgá-lo como um traidor, ordenando a sua execução por meio de flechas.
Dado como morto, São Sebastião foi atirado no rio, sendo socorrido por Santa Irene. Após a recuperação, se apresentou novamente a Diocleciano, que ordenou que ele fosse espancado até a morte. Seu corpo foi jogado no esgoto de Roma, até ser resgatado por Santa Luciana, que o sepultou nas catacumbas.

 

Crédito: Lorena Silva

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.