quinta-feira, 20 de Agosto de 2015 10:39h

Festa Literária de Divinópolis começa hoje

Homenagem ao escritor Ataliba Lago e Recital com Elisa Lucinda abrem as atividades na "Cidade Literária" montada no Complexo Usina Gravatá

A 2ª Festa Literária de Divinópolis (Flid) começa hoje (20), homenageando o escritor, jornalista, político e crítico literário modernista Ataliba Lago, reconhecido por suas contribuições à cultura local. Por meio da Lei Municipal de Incentivo à Cultura, a programação da Flid 2015 conta com apresentações de espetáculos teatrais, oficinas, painéis, exposições, atrações musicais e encontros com autores locais, regionais e nacionais.

A abertura da FIid  esta marcada para às 18h e será feita pela Academia Divinopolitana de Letras (ADL). O presidente da entidade e acadêmico Joao Carlos Ramos e a Diretora da Biblioteca Municipal, Geisa Greco, prestarão homenagem e farão um painel sobre a vida e obra de Ataliba Lago. Na sequência, às 19h50, Elisa Lucinda e Geovana Pires trazem ao palco do Teatro Usina Gravata um recital com homenagens, abordagens e recortes ao trabalho da escritora divinopolitana Adélia Prado.

De acordo com o organizador do evento, Joubert Amaral, são esperadas 5 mil pessoas nas atividades, a maioria moradores de Divinópolis e de cidades do centro-oeste mineiro. "Incentivar o gosto pela leitura é o grande objetivo da Flid. Expandimos o evento e a nossa expectativa é muito positiva. Tivemos a ampliação dos eventos gratuitos, mais autores de renome nacional, regional e fortalecemos o aspecto de democratização da Flid, acolhendo autores independentes, obras inéditas e, essencialmente, acolhendo novos públicos, além dos já tradicionais como estudantes, autores, amantes da literatura”.

Ao longo da festa, que irá até o domingo (23), se apresentarão inúmeros convidados como Leila Ferreira, Leo Cunha, Cris Guerra, Marina Carvalho, Denise Emer, Ana Elisa Ribeiro e o poeta Chacal, além de três grandes nomes da charge mineira: Son Salvador, Duke e Quinho. O palhaço Rodrigo Robleño, que atuou por anos com o “Cirquedu Soleil”, também estará presente.

Entre os destaques deste ano, esta a programação paralela e dinâmica da Flid, com atividades sendo realizadas na parte interna e externa no Teatro Usina Gravata.  “É o que chamamos de “Cidade Literária”. Ao longo de todos os dias da Flid, vamos ofertar oportunidades para todos participarem, se envolverem na festa. Por isso, o nosso convite para que mesmo as pessoas que não conseguiram trocar os livros por ingressos, façam parte e estejam no evento. Todos vão se surpeender com o que estamos preparando”, afirma o Curador da Flid, Juarez Nogueira.

Daniel Bicalho, organizador do evento e proprietário da Boutique do Livro, está empolgado com a festa. Ele lembra que no ano passado foram arrecadados mais de 1500 livros durante a troca de ingressos e a expectativa é que esse ano, o valume seja ainda maior. “Com a Flid, a cidade ganha uma nova aura, fica mais charmosa. E o clima literário se fortalece ainda mais, contagiando nosso ambiente de trabalho. Estamos muito empolgados e queremos transmitir esse sentimento a todos os presentes na festa”, confessa.

No ano passado, a Flid homenageou o professor teólogo, frade e missionário, Frei Bernardino e recebeu milhares de pessoas nas dezenas de eventos oferecidos, entre shows, lançamentos de livros, peças de teatro, mesas de debates e palestras. A  Festa Literária de Divinópolis, que irá acontecer na Cidade Litéraria, no Complexo do Museu Usina Gravatá é uma realização da Boutique do Livro e da Gulliver editora. A programação completa está disponível no site do evento: www.flid.com.br.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.